Topo

Futebol


Inter 'fecha' Gre-Nal com punição a Nico López e repreensão a Rafael Sobis

Marinho Saldanha/UOL
Imagem: Marinho Saldanha/UOL

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

05/11/2019 04h00

O Internacional entende que fechou a página do Gre-Nal 422 com duas ações administrativas. O departamento de futebol aplicou multa em Nico López e também teve conversa para repreender Rafael Sobis. As medidas são tratadas internamente como último ato ligado ao clássico, que deixou o clube gaúcho mais longe do G-4 do Campeonato Brasileiro.

Nico López recebeu cartão amarelo depois do jogo e mesmo sem ter entrado em campo. Sobis foi flagrado deixando o banco de reservas antes do apito final do duelo na Arena do Grêmio.

"Temos regras previamente bem estabelecidas. Quando algo foge da normalidade, [o jogador] é enquadrado. Já conversamos com ambos os atletas. O Nico se excedeu, então pode ter certeza que ele vai ter o entendimento do prejuízo que gerou ao clube. Eu mesmo estava no vestiário quando o Rafael e o Fuchs entraram. Mesmo que não estivesse mais em condições de jogar, é regra ficar no banco de reservas. Ele voltou para lá, recebeu os companheiros. Foi alertado que esse movimento dele dá interpretação que não nos interessa. Já chamamos atenção em ambos os casos e o que faremos eles já sabem", disse Rodrigo Caetano, executivo de futebol do Internacional.

A ideia do Inter é evitar que as ocorrências do clássico sigam no dia a dia do clube, como aconteceu com a perda do título da Copa do Brasil dentro do Beira-Rio. A derrota para o Athletico tem macerado o moral do elenco há mais de um mês.

"Não vou expor nenhum atleta. Por mais que seja um desejo do próprio torcedor sabe, existem questões éticas que não vamos falar. O Nico não vai ao Ceará, obviamente. Vamos ver o que ele fará aqui. Foram casos distintos, tá? Completamente distintos. O Rafael vai estar à disposição lá. O fato de ele ter ido ao banheiro e voltado não deveria ter sido feito, mas não foi ato de indisciplina. O Nico foi uma irresponsabilidade de ter levado aquela discussão, por ser passível de punição, e aí prejudica o clube", reiterou Caetano.

O Internacional enfrenta o Ceará, no estádio Castelão, na quinta-feira (7).

Futebol