Topo

Futebol


Guerrero perde pênalti, tem gol anulado e Inter empata com o Athletico-PR

Jogadores disputam bola durante Internacional x Athletico pelo Campeonato Brasileiro - Ricardo Duarte/Internacional
Jogadores disputam bola durante Internacional x Athletico pelo Campeonato Brasileiro Imagem: Ricardo Duarte/Internacional

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

31/10/2019 23h30

Paolo Guerrero perdeu um pênalti, marcou logo em seguida, mas teve o gol anulado, e o Inter empatou em 1 a 1 com Athletico Paranaense, hoje (31), no Beira-Rio, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time gaúcho perde chance de se aproximar do G4. Rodrigo Lindoso, para o Colorado, e Rony, para o Furacão, marcaram os gols.

Com 46 pontos, o Inter ocupa o sexto lugar na classificação. Já o Athletico soma 43 e está em oitavo. Foi a quarta partida sem vitória do Inter em casa.

O Colorado tem o clássico Gre-Nal na 30ª rodada do Brasileiro. O jogo será na Arena, domingo, às 18h. Já o Athletico-PR encara o CSA, em casa, no mesmo dia e hora.

Foi bem: Santos pega pênalti e evita gol do Inter

Santos foi nome do jogo. O goleiro do Athletico Paranaense não apenas defendeu o pênalti cobrado por Paolo Guerrero, mas evitou um lance cara a cara com Nico López.

Foi mal: Zeca falha e fica caído em gol do Athletico

O gol de empate do Athletico Paranaense teve em Zeca o vilão. Com a investida em velocidade de Madson, o ex-santista foi tentar o bote e acabou caído no chão. Livre e sem qualquer rival próximo, o lateral cruzou para o gol de Rony.

D'Alessandro volta como organizador do time

D'Alessandro voltou ao time titular do Inter com a responsabilidade de organizar o time. Conseguiu durante boa parte do jogo, mas aos poucos viu o domínio das ações passar ao Athletico. No segundo tempo por pouco não fez um golaço encobrindo Santos.

O jogo do Inter: Colorado povoa campo ofensivo e marca com ajuda do VAR

O Internacional encheu o campo do Athletico de jogadores. A mudança de formação e postura proposta por Zé Ricardo aproximou D'Alessandro de Guerrero, adiantou os extremas e deixou o time cheio de alternativas ofensivas. Mas ao mesmo tempo mais frágil defensivamente. Num dos movimentos que encontrou, uma troca de passes pela direita acabou em Guerrero, que enfiou para Lindoso encobrir o goleiro Santos. O gol seria anulado, mas a atuação do VAR validou o lance. O Inter, porém, não esteve muito tempo na frente no placar e menos ainda seguro na partida. Com menos jogadores à frente de sua área, o Colorado foi repetidamente ameaçado até sofrer o gol de empate em falha de marcação de Zeca. No segundo tempo, o Inter pressionou, teve um pênalti perdido por Paolo Guerrero, um gol anulado, e acabou empatando.

O jogo do Athletico: Furacão constrói pelos lados e encontra espaço

O Athletico Paranaense jogou o seu futebol. O time de Tiago Nunes montou estratégias defensivas e ofensivas semelhantes às adotadas na final da Copa do Brasil, quando venceu em Porto Alegre e no Paraná. A linha defensiva adiantada foi vilã no primeiro gol do jogo, mas aos poucos a saída curta e principalmente as investidas pelos lados deram volume aos visitantes. Madson com Nikão pela direita, Rony com Adriano pela esquerda, multiplicaram problemas ao Colorado. O gol de empate saiu na etapa inicial e mais outras tantas chances surgiram.

Patch e mascote em ação social

O uniforme do Inter apresentou um patch, nas mangas, do Instituto do Câncer Infantil. A instituição, que tem D'Alessandro como embaixador na América Latina, também teve seu mascote acompanhando o do Colorado durante o jogo.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 1 X 1 ATHLETICO PARANAENSE
Data
: 31/10/2019 (Quinta-feira)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Cristhian Passos Sorence e Leone Carvalho Rocha (ambos de Goiás)
Árbitro de vídeo: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Renda: R$ 418.555
Público: 20.900 (total)
Cartões amarelos: Wellington e Márcio Azevedo (CAP); D'Alessandro, Cuesta e Heitor (INT);
Gols: Rodrigo Lindoso, do Inter, aos 11 minutos do primeiro tempo; Rony, do Athletico Paranaense, aos 21 minutos do primeiro tempo;

INTERNACIONAL
Marcelo Lomba; Heitor, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Zeca; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Guilherme Parede (Nico López), D'Alessandro e Patrick (Wellington Silva); Paolo Guerrero.
Técnico: Zé Ricardo

ATHLETICO PARANAENSE
Santos; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Adriano (Márcio Azevedo); Wellington, Bruno Guimarães e Bruno Nazario (Camacho); Nikão, Rony e Marco Ruben (Marcelo Cirino).
Técnico: Tiago Nunes

Futebol