Topo

Futebol


Talles vai do anonimato ao estrelato 5 meses após traumático Vasco x Santos

Talles Magno em evento de lançamento do financiamento do CT do Vasco: virou alvo de marketing - Bruno Braz / UOL
Talles Magno em evento de lançamento do financiamento do CT do Vasco: virou alvo de marketing Imagem: Bruno Braz / UOL

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

05/10/2019 04h00

12 de maio de 2019. Dia das Mães. Em campo, um atropelamento. Com gols de Diego Pituca, Rodrygo e Soteldo, o Santos venceu o Vasco por 3 a 0, no Pacaembu, em tarde de lamentável linchamento público ao goleiro Sidão, que protagonizou falhas grosseiras. A catastrófica derrota carimbou a lanterna do Campeonato Brasileiro ao Cruzmaltino que, desorientado, ainda não imaginava que uma das soluções para se levantar do caos estava dentro de sua própria casa e seria a principal aposta no jogo de hoje (5), às 17h, em São Januário, no reencontro entre as equipes.

Então com 16 anos, Talles Magno mal havia sido efetivado para o sub-20. A promoção havia acontecido quatro meses antes, quando foi inscrito para a Copa São Paulo de Futebol Júnio onde foi reserva - embora tenha entrado em quase todos os jogos - na campanha que culminou no vice-campeonato vascaíno.

Foi então que surgiu o renomado Vanderlei Luxemburgo em sua vida. O experiente treinador havia topado o desafio de assumir o Vasco dias antes da derrota acachapante para o Santos que assistiu do camarote do Pacaembu.

Ciente de que teria dificuldades em receber reforços, Luxa passou a olhar para a base, e em um dos treinos com a garotada, fixou seus olhos no habilidoso atacante de cabelo black power, 1,86m e que não se intimidava com os zagueiros mais velhos.

A partir dali, estava definida a aposta: dois jogos depois de sua estreia, Luxa iria relacionar Talles Magno pela primeira vez entre os profissionais.

Mais jovem a atuar pelo Vasco no século 21

Atacante Talles Magno, com 16 anos, em sua estreia como profissional do Vasco contra o Botafogo - Rafael Ribeiro / Vasco.com.br
Atacante Talles Magno, com 16 anos, em sua estreia como profissional do Vasco contra o Botafogo
Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco.com.br

Aos 13 minutos do segundo tempo da partida contra o Botafogo, no dia 2 de junho de 2019, Talles Magno entrou em campo e se tornou o jogador mais jovem a atuar pelo Vasco no século 21. Começava ali a trajetória que, em quatro meses, mudaria completamente sua vida.

O primeiro jogo como titular

Talles Magno em sua primeira partida como titular do Vasco em jogo contra o CSA - Carlos Gregório Jr / Site oficial do Vasco
Talles Magno em sua primeira partida como titular do Vasco em jogo contra o CSA
Imagem: Carlos Gregório Jr / Site oficial do Vasco

Após sua participação discreta no segundo tempo da derrota para o Botafogo, Talles Magno não entrou nas partidas seguintes do Campeonato Brasileiro antes da parada para a Copa América, contra Internacional e Ceará.

A tal sonhada sequência viria depois, com a volta da competição, quando foi titular pela primeira vez dia 4 de agosto, contra o CSA.

Primeiro gol e holofotes do Brasil

Talles Magno contra o São Paulo: o dia em que chamou a atenção do Brasil - Thiago Ribeiro/AGIF
Talles Magno contra o São Paulo: o dia em que chamou a atenção do Brasil
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Após boas partidas e já com novo status no Vasco, Talles Magno foi ganhar os holofotes no cenário nacional em 25 de agosto, quando fez seu primeiro gol como profissional e simplesmente acabou com o São Paulo na vitória por 2 a 0, onde foi eleito o craque do jogo pela TV Globo.

Se a vida do jovem, agora com 17 anos, já não era mais a mesma, a partir dali ganhou a rotina de estrela.

Do anonimato à tietagem em São Januário

Aos 17 anos, Talles Magno já vive momentos de popstar com a torcida do Vasco - Rafael Ribeiro / Site oficial do Vasco
Aos 17 anos, Talles Magno já vive momentos de popstar com a torcida do Vasco
Imagem: Rafael Ribeiro / Site oficial do Vasco

Se antes quem frequentava São Januário cansava de cruzar com Talles Magno caminhando de chinelo com companheiros da base sem ser importunado, agora se depara com cenas dignas de um popstar. Em dias de jogos, é ele o mais procurado por autógrafos e fotos.

Ir embora do estádio após a partida para orar em sua igreja, como faz questão de fazer aos domingos, deixou de ser uma missão fácil. É preciso enfrentar um batalhão de jornalistas e torcedores enquanto tenta chegar aos seus familiares, sempre presentes.

Música especial da torcida

Talles Magno já tem música especial da torcida do Vasco no ritmo de funk - Thiago Ribeiro/AGIF
Talles Magno já tem música especial da torcida do Vasco no ritmo de funk
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Em campo os holofotes também já são todos para ele. Antes de a bola rolar, a torcida canta em alto e bom som um funk carioca adaptado: "Ô, ô, ê, ê...Solta o Talles Magno nessa p...!".

Toda vez que toca na bola, há um frisson e uma histeria no estádio, assim como uma mobilização dos adversários, que já não o veem mais como um desconhecido e tem dobrado a marcação sobre o garoto.

Tom de despedida

Talles Magno fará três jogos pelo Vasco antes de ir para a seleção brasileira disputar o Mundial sub-17 - Thais Magalhães/CBF
Talles Magno fará três jogos pelo Vasco antes de ir para a seleção brasileira disputar o Mundial sub-17
Imagem: Thais Magalhães/CBF

O jogo de hoje, contra o Santos, já começa a ter um ar de despedida momentânea dos vascaínos com Talles Magno. Esta será a primeira das três últimas partidas do atacante antes dele se apresentar à seleção brasileira que disputará o Mundial sub-17 a partir do dia 26 de outubro, no Brasil.

A liberação para estes jogos aconteceu após um pedido formal do Vasco à CBF, assim como fez o Flamengo, que ganhou o mesmo benefício com Reinier, também convocado.

VASCO x SANTOS

Motivo: 23ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
Auxiliares: José Reinaldo Nascimento (DF) e Nailton Junior de Sousa (CE)

Vasco: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Oswaldo Henríquez, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Richard, Marcos Júnior (Bruno Gomes) e Andrey; Marrony (Rossi), Ribamar e Talles Magno. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Santos: Everson; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Felipe Aguilar (Luan Peres) e Jorge; Alison, Diego Pituca e Evandro; Soteldo, Marinho (Jean Mota) e Eduardo Sasha. Técnico: Jorge Sampaoli

Mais Futebol