PUBLICIDADE
Topo

Organizada do Flu invade CT e encurrala jogadores na academia

Do UOL, no Rio de Janeiro

28/09/2019 14h23

Membros de uma torcida organizada do Fluminense invadiram na manhã de hoje (28) o centro de treinamento do clube, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Eles foram protestar e encontraram o portão fechado. Alguns integrantes forçaram um muro de metal e derrubaram rapidamente a proteção.

A invasão, então, não foi contida e os torcedores iniciaram uma caça aos jogadores dentro do centro de treinamento. O encontro ocorreu na academia, onde vários atletas ficaram encurralados em um canto da sala. Apesar do clima de terror, não houve qualquer agressão relatada até o momento.

Segundo relatos de áudios que viralizaram na internet, os torcedores cobraram mais raça dos atletas em campo e disseram que não tinham mais desculpa após "derrubar o técnico Oswaldo de Oliveira". Nesse momento, ganso teria tentado intervir dizendo que não houve boicote ao treinador, mas não teve seu argumento levado em conta.

Além da invasão, os torcedores também levaram faixas com críticas ao atual presidente Mário Bittencourt e o vice geral Celso Barros. A dupla foi comparada ao ex-mandatário Pedro Abad, que sofreu uma espécie de impeachment há poucos meses.

Com o fraco desempenho, o Fluminense luta ferrenhamente contra o rebaixamento na atual temporada. O time até saiu do Z-4 na última rodada, mas o duelo contras as equipes desesperadas não está nada simples.

O Fluminense volta a campo neste domingo, quando medirá forças com o Gremio, no Maracanã. Os cariocas somam 19 pontos e ocupam a 16ª posição no Campeonato Brasileiro.

flu - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Fluminense