PUBLICIDADE
Topo

Cuca pede demissão após derrota e deixa o comando do São Paulo

Cuca em ação pelo São Paulo durante clássico com o Palmeiras; técnico deixou o Tricolor - Marcello Zambrana/AGIF
Cuca em ação pelo São Paulo durante clássico com o Palmeiras; técnico deixou o Tricolor
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Arthur Sandes e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

26/09/2019 14h48Atualizada em 26/09/2019 18h01

Resumo da notícia

  • Cuca pediu demissão do cargo de técnico do São Paulo nesta quinta-feira (26)
  • "Saio com sentimento ruim. Não deu aquela liga", justificou o treinador
  • Ele assumiu o Tricolor em abril, comandou o time em 26 partidas oficiais e teve 47,4% de aproveitamento
  • Coordenador de futebol, Vagner Mancini será o técnico interino pelo menos até o jogo contra o Flamengo, no sábado
Classificação e Jogos

Cuca não é mais o treinador do São Paulo. O treinador entregou o cargo após a derrota por 1 a 0 para o Goiás na noite de ontem (25), no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro. O departamento de futebol aceitou o pedido de demissão. Com isso, o coordenador de futebol Vagner Mancini assume interinamente.

O próprio treinador deu entrevista coletiva nesta tarde, ao lado do diretor executivo Raí, para explicar a saída. "Saio com sentimento ruim", falou Cuca, que chegou a referir-se a uma "decisão conjunta" pelo final do trabalho. "Não deu aquela liga, de ter o prazer de ver as coisas irem. Temos de fazer muita força. É em cima disso que estamos vendo e tomamos essa decisão em conjunto, O sentimento é de que poderia ter sido melhor, e não aconteceu. Peço desculpas principalmente ao torcedor. Coisas importantes foram feitas, mudanças no elenco foram feitas e pode ser uma semente para o futuro", falou o técnico.

Questionado sobre a mudança, Raí confirmou que a intenção de deixar o clube partiu de Cuca. "Os últimos resultados não nos deixaram satisfeitos, mas tivemos sempre a confiança na comissão técnica; desde a escolha e continuava da mesma forma. Depois do jogo de ontem, com o resultado ruim, fica um ambiente esquisito, mas reforçamos a confiança. Hoje ele nos comunicou", explicou.

O treinador havia assumido o Tricolor no começo de abril, durante o mata-mata do Paulistão. Desde então, comandou o time em 26 partidas oficiais e teve 47,4% de aproveitamento (nove vitórias, dez empates e sete derrotas). Tais números estão acima de André Jardine (41%), mas ligeiramente abaixo da última atuação "tampão" de Mancini (48%) e bem aquém da passagem de Diego Aguirre (55,8%).

Ontem mesmo Cuca mostrou desconforto no cargo de treinador do São Paulo. Em entrevista coletiva após a derrota, o treinador admitiu que tinha plena consciência da pressão que sofria. "É lógico que não me sinto seguro. Se está em time grande e não tem aproveitamento bom, você não se sente seguro, de forma alguma", reconheceu o técnico, que hoje colocou o cargo à disposição.

Vagner Mancini assume interinamente como fez entre fevereiro e março, após a queda de Jardine. Na ocasião, o coordenador treinou o time por nove jogos, com três vitórias, quatro empates e duas derrotas.

A derrota de ontem foi o sétimo tropeço do São Paulo como mandante neste Brasileirão. A equipe venceu apenas um dos últimos seis jogos, por isso ficou para trás na disputa pelo título: são 13 pontos de desvantagem para o líder Flamengo. O time carioca é justamente o próximo adversário do Tricolor, que visita o Maracanã às 19 horas (de Brasília) deste sábado (28), pela 22ª rodada do Brasileirão.

SÃO PAULO: Cuca comunica sua saída: "pensando mais no clube do que em mim" SÃO PAULO: Cuca justifica pedido de demissão: "trabalho não fluiu"

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado anteriormente, o São Paulo perdeu para o Goiás, e não empatou. O erro foi corrigido.
ESPN, Ei PLus e Fox Sports

Assista aos jogos e programas de ESPN, EI Plus e Fox Sports sem TV a cabo.

São Paulo