Topo

Marcelo Cirino se diverte com drible desconcertante em gol: "Inexplicável"

Do UOL, em São Paulo (SP)

19/09/2019 00h31

O título inédito do Athletico na Copa do Brasil tem uma marca: o drible desconcertante de Marcelo Cirino sobre Edenílson, no lance que gerou o segundo gol da vitória por 2 a 1 sobre o Internacional, em pleno Beira-Rio. Nem o atacante do time paranaense soube explicar como aplicou a "caneta de letra" no meio-campista colorado, que desistiu da jogada assim que foi batido.

Em entrevista concedida ainda no gramado, após o título, Marcelo Cirino se divertiu com o lance. Sorrindo, tentou explicar como executou o drible que terminou com o gol de Rony.

"A jogada foi inexplicável. Sabia que o jogo estava acabando e tentei levar a bola para o fundo, mas aí dois jogadores vieram e tive que tirar uma carta na manga. (...) Tive que dar um jeito para passar o tempo", disse, ainda no gramado, em entrevista à TV Globo.

Marcelo Cirino é o atleta mais longevo do elenco em relação ao tempo de clube. São 11 anos vestindo a camisa do Athletico, entre idas e vindas. Em 2013, ele perdeu a final de Copa do Brasil para o Flamengo. Agora, consegue alcançar o troféu.

"Duas finais de Copa do Brasil e uma de Sul-Americana. Eu disse que estava voltando porque não tinha acabado minha história aqui em 2014. Ainda bem que veio este título para coroar", completou.

Athletico