Topo

Réver cita placar amargo, mas dá méritos ao Inter após derrota do Atlético

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

15/09/2019 13h20

O zagueiro Réver foi um dos poucos jogadores do Atlético-MG a falar na saída de campo após a derrota por 3 a 1 para o Internacional dentro do Independência. Capitão do time, o defensor foi um dos piores jogadores em campo, mas deu méritos ao Colorado, que mesmo com um time reserva, atuou de forma muito organizada e intensa para vencer e convencer.

"Mesmo com a equipe reserva do Inter, deu para notar a qualidade que eles têm. Olhando por esse aspecto, gera uma pressão também para quem não poupa seus jogadores. Tivemos uma derrota amarga, é difícil dar explicação após um resultado como esse. Tiveram muitos méritos. Para você correr atrás de quem tem a posse de bola, você se expõe mais. Agora é nos cobrarmos ainda mais para dar a volta por cima e dar uma resposta o quanto antes", iniciou o zagueiro.

O resultado negativo foi mais um dos últimos cinco do Atlético no campeonato. Em queda livre na tabela, o time já se desgarrou dos primeiros quatro colocados e hoje ocupa a oitava colocação, estacionado com 27 pontos.

"A oscilação no Brasileiro é natural, mas a partir do momento que ela é tão grande assim, é algo que tem que acender a luz amarela para ficar atento. É difícil. Para mim esse jogo era importante para somar pontos. Agora é pensar em uma primeira vitoria para as coisas voltarem a caminhar naturalmente", acrescentou.

Mais Atlético-MG