Topo

Futebol


Antes da decisão, reservas do Inter batem Atlético-MG por 3 a 1 no Horto

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

15/09/2019 12h57Atualizada em 15/09/2019 16h16

O Internacional foi a Belo Horizonte e venceu o Atlético-MG por 3 a 1 no Independência, fechando o primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Mesmo jogando com o time reserva, por causa da final da Copa do Brasil, contra o Athletico Paranaense, o Colorado fez uma partida muito boa diante de um rival que não se encontrou em campo. Willian Pottker foi o cara do jogo, balançando as redes por duas vezes. Neílton foi o autor do outro gol. Bruninho fez o gol de honra do Atlético, já no final da partida.

Com o resultado, o Internacional foi aos 33 pontos e sobre provisoriamente para o quarto lugar. Além do triunfo, o Colorado aumenta a confiança por uma vitória na próxima quarta-feira que o permita voltar a levantar a Copa do Brasil após quase 30 anos. Por outro lado, o Galo chega a sua quinta derrota seguida no Brasileiro, estaciona nos 27 pontos e vai com a crista baixa para enfrentar o Colón, na próxima quinta-feira, pela semifinal da Copa Sul-Americana.

Quem foi bem: Pottker aproveita muito bem chance como titular

O atacante teve seu futebol comprometido em parte do ano por causa das lesões, mas aproveitou a oportunidade de começar jogando e fez ótima apresentação. Além da boa movimentação, deixou o campo com dois gols no confronto.

Quem foi mal: quarteto atleticano tem manhã infeliz

O Atlético teve atuações abaixo do esperado em todos os setores. Na zaga, Réver falhou no primeiro gol e levou o drible de Pottker no terceiro tento. No meio, Martínez também não foi efetivo na marcação. Vinícius mal conseguiu organizar o time, além de ter errado muitos passes. Fechando a lista, Ricardo Oliveira mal viu a cor da bola e pouco participou do jogo.

Times adotam mesma estratégia com o jogo cedo e temperatura alta

As equipes adotaram uma postura bastante semelhante no início do jogo. O sol quente, na casa dos 26º, fez com que ambas priorizassem a posse de bola e buscassem o gol rápido, a fim de evitar um desgaste maior no decorrer do jogo. Tamanho equilíbrio foi registrado também na posse de bola, com 50% para cada lado no fim do primeiro tempo.

Cazares divide estádio após ato de indisciplina

Cazares começou a partida no banco de reservas. O equatoriano se atrasou em mais de uma hora no treino de ontem e perdeu a condição de titular. Quando entrou no segundo tempo, dividiu os torcedores no Horto, que aplaudiram e vaiaram o camisa 10 ao mesmo tempo. Enquanto esteve fora, o garoto Bruninho, que entrou jogando, errou lances importantes defensivamente, mas foi o único que tentou aquele algo a mais para tentar dar uma história diferente à partida. No final do jogo, foi premiado com o gol de honra.

Atlético mostra vontade, mas é previsível nas ações

O time da casa não deixou de atacar, mas mostrou fraco repertório para tentar chegar ao gol de Danilo Fernandes. A cabeçada de Bruninho, ainda nos primeiros minutos, foi o que de melhor o Galo fez na primeira etapa. Inoperante pelo meio, com partida ruim de Vinícius, a equipe voltou a explorar as ações pelos lados, mas os cruzamentos sequer iam de encontro a Ricardo Oliveira dentro da área. Defensivamente, deu espaços demais ao Colorado e acabou castigado com uma falha coletiva dos seus próprios jogadores.

Inter se movimenta bem e é mais lúcido nos ataques

Apesar de estar com o time reserva, o Internacional mostrou entrosamento interessante dos seus jogadores, principalmente com Neílton, Parede e Pottker. Sem se intimidar, a equipe se impôs e atrapalhou muito a organização do Atlético. Com variações de posições e jogadas, criou boas ações de perigo dentro da área alvinegra. Contou com a sorte na bola mal afasta de de Réver e no efeito impressionante da cabeçada de Pottker, mas foi merecedor da vantagem no primeiro tempo.

Atlético se expõe, Inter aproveita e mata o jogo

O segundo tempo começou tão intenso quando o primeiro. Precisando do resultado, Rodrigo Santana abriu mão de um volante e colocou o Galo para frente. Mas a mexida gerou mais buracos para o Inter explorar. Em um contra-ataque mortal, Sóbis encontrou Neílton dentro da área para fazer o segundo. Pouco tempo depois, novamente pelos lados, Pottker deu um drible desconcertante em Réver e tocou na saída do goleiro. Apesar do passeio ofensivo, o goleiro Danilo Fernandes também merece menção honrosa ao fazer dois milagres em praticamente um minuto, impedindo uma possível reação mineira quando o jogo ainda estava 2 a 0. Já no final da partida, Bruninho aproveitou a sobra dentro da área e fez o gol de honra do Galo.

Inter evita sua sua pior campanha como visitante no 1º turno

Com a vitória, o Inter evitou sua pior campanha como visitante no primeiro turno desde que os pontos corridos são disputados com 20 equipes. Em 2008, o time somou apenas seis pontos. Com esse triunfo, o Colorado terminou a primeira parte do campeonato com duas vitórias, um empate e seis derrotas, somando sete pontos longe de Porto Alegre.

Atlético apoia a campanha Setembro Amarelo

O clube mineiro realizou ações para conscientização sobre a prevenção do suicídio. Na entrada do time, crianças carregaram balões amarelos em alusão à campanha. Nas arquibancadas, foram distribuídas faixas de mão com a hashtag #galoévida, também exibida nas camisas dos jogadores de linha. O uniforme principal ainda levava uma fita amarela, que simboliza a campanha. Já o goleiro Cleiton usou a camisa 188, em referência ao número de contato do CVV, Centro de Valorização da Vida.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1x3 INTERNACIONAL

Motivo: 19ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data/Hora: 15/09/2019, às 11h (de Brasília)
Local: Independência, em Belo Horizonte
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Silbert Faria Sisquim (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
VAR: Grazianni Maciel Rocha (RJ)

GOLS: William Pottker, 28'1ºT (0-1); Neílton, 7'2ºT (0-2); William Pottker, 19'2ºT (0-3); Bruninho, 41'2ºT (1-3)
Cartão amarelo: Guilherme Parede (INT)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 18.966 presentes/R$443.583,00.

Atlético-MG: Cleiton; Patric, Réver, Leonardo Silva e Fábio Santos; Ramón Martínez (Cazares), Elias; Vinícius (Nathan), Yimmi Chará, Bruninho; Ricardo Oliveira (Di Santo). Técnico: Rodrigo Santana.

Internacional: Danilo Fernandes; Heitor, Klaus, Emerson Santos e Zeca; Rithely, Nonato, Neílton (José Aldo); William Pottker (Sarrafiore), Guilherme Parede, Rafael Sobis (Johnny). Técnico: Odair Hellmann.

Errata: o texto foi atualizado
Foi informado incorretamente que o placar da partida foi 3 a 0. O resultado foi 3 a 1.
ESPN, Ei PLus e Fox Sports

Assista aos jogos e programas de ESPN, EI Plus e Fox Sports sem TV a cabo.

Mais Futebol