Topo

Futebol


Najila depõe no Rio em caso de fotos íntimas vazadas em vídeo de Neymar

Najila Trindade na Record - Reprodução/TV Record
Najila Trindade na Record Imagem: Reprodução/TV Record

Felipe Pereira

Do UOL, em São Paulo

11/09/2019 17h42Atualizada em 11/09/2019 18h41

A modelo Najila Trindade prestou depoimento hoje (11) na Delegacia de Repressão aos Crimes Virtuais, no Rio de Janeiro, no caso que apura uma postagem de Neymar no Instagram que continha fotos íntimas que enviara ao jogador antes do encontro em Paris. Ela respondeu perguntas do delegado por cerca de 20 minutos.

Durante o interrogatório, Najila afirmou ter enviado as fotos para Neymar, mas negou ter autorizado que ele as publicasse nas redes sociais. A modelo confirmou ter visto as imagens divulgadas pelo jogador pouco tempo depois de o caso de estupro vir à tona. A publicação foi retirada do ar dois dias depois pelo próprio Instagram por entender que o conteúdo "violava os padrões de comunidade".

Essa foi a primeira aparição de Najila depois da reviravolta no caso de estupro. Em São Paulo, ela acusou o atacante da seleção brasileira de violência sexual e terminou indiciada por três supostos crimes. O advogado da modelo, Cosme Araújo Santos, afirmou que a cliente está tranquila e mantém o discurso de que é a vítima. O ex-marido de Najila, Estivens Alves, também foi indiciado ontem pela polícia de São Paulo.

O advogado de Najila reclamou da Polícia Civil de São Paulo. A delegacia que investigou a denúncia de estupro feita pela modelo recebeu dois pedidos para tomar o depoimento dela no inquérito que corre na Delegacia de Repressão aos Crimes Virtuais. Em junho, foram enviadas as perguntas e até o momento não foram recebidas as respostas. Cosme ressaltou que a cliente esteve três vezes na delegacia de São Paulo.

O depoimento foi finalmente tomado nesta terça. Era esperado que Najila tivesse sido ouvida sobre o vazamento das imagens na última segunda-feira (9). A modelo, no entanto, pediu adiamento alegando motivos de saúde. O depoimento dela é a última etapa para a conclusão da investigação. "Tenho certeza de que Neymar será indiciado", afirmou ao UOL Esporte o advogado da modelo sobre o vazamento das imagens.

Esta investigação não tem ligação com as apurações ocorridas em São Paulo. O inquérito de estupro foi encerrado sem apontar culpa de Neymar por falta de provas e incongruências. Outros dois inquéritos derivados do original resultaram no indiciamento de Najila e de seu ex-marido, Estivens Alves.

A reportagem entrou em contato com o estafe do jogador, que disse que ele não se manifestaria.

Mais Futebol