Topo

Futebol


Após pênalti polêmico, Santos brinca e faz "coraçãozinho" para o VAR

Sanchez - Reprodução/Twitter
Sanchez Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo

08/09/2019 21h18

O Santos reagiu com bom humor à decisão do VAR, que confirmou a penalidade convertida por Sanchez no empate com o Athletico Paranaense hoje, por 1 a 1, na Vila Belmiro, em jogo válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

No Twitter, o vice-líder do Brasileirão publicou um gif de um árbitro fazendo o sinal do VAR, mas formando um coração em vez de um retângulo.

Segundo os comentaristas de arbitragem Paulo César de Oliveira e Sandro Meira Ricci, do Grupo Globo, o pênalti foi anotado de forma equivocada.

"O contato que realmente derruba o Marinho foi feito fora da área. Houve um trança-pé dentro da área depois, mas não considero que foi suficiente para derrubar o jogador, que já estava desequilibrado. Entendo que é um lance de interpretação, mas eu não marcaria o pênalti", afirmou Paulo César Oliveira durante a transmissão.

Sandro Meira Ricci fez sua análise no SporTV, antes da transmissão do jogo entre CSA e Chapecoense. Ele ratificou a opinião de seu companheiro de casa.

"Na disputa, o Braian Romero realmente derruba o Marinho. Eu não marcaria a penalidade. A falta foi por agarrar, fora da área. O que acontece na sequência, dentro da área, para mim, é do jogo. Infelizmente, o árbitro decidiu pela penalidade e saiu o gol de empate do Santos", lamentou.

Após o lance, as duas comissões técnicas ficaram mais agitadas e chegaram ao ponto de discutirem veementemente, com Sampaoli gritando em direção de Tiago Nunes, que também pouco fez questão de esconder a insatisfação com seu colega de trabalho. Quem também se mostrou bastante insatisfeito com a decisão foi o Presidente do Conselho Deliberativo do Athletico Mario Celso Petraglia.

Na opinião de Mauro Cezar Pereira, o árbitro da partida Rodrigo Nunes de Sá mostrou falta de critério, já que ele foi o mesmo que não viu penalidade do goleiro Tiago Volpi em Felippe Cardoso, no jogo entre São Paulo e Ceará, que aconteceu na estreia de Daniel Alves pelo tricolor.

Futebol