PUBLICIDADE
Topo

Jorge Jesus nega que deixará Fla no fim do ano por causa de violência

Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, em São Paulo

06/09/2019 13h57

Classificação e Jogos

O técnico Jorge Jesus negou, em entrevista que será exibida pela TV Globo no Esporte Espetacular deste domingo (08), que deixará o Flamengo por causa da violência no Rio de Janeiro.

No dia 22 de agosto, comentarista português Rui Santos, da SIC Notícias, de Portugal, disse que o técnico poderia sair do clube por estar incomodado, entre outras coisas, com a segurança no Rio de Janeiro.

Jorge Jesus foi enfático na resposta, dizendo que não deixaria o clube por esse motivo. Ele tem contrato até junho de 2020 e indicou que não tem intenção de quebrar o contrato, embora tenha reafirmado que sempre impõe condições em seus trabalhos que, se não cumpridas, podem deixá-lo insatisfeito.

"Eu não quero ser o transmissor de coisas que eu não vejo. Mas é o que se fala: "Mister, não ande com relógio, não ande com colar"... Mas não quero falar disso porque me sinto normal, me sinto bem. Mas aquilo que se fala lá fora é o fim do mundo. Se um dia eu tiver que sair do Flamengo, nunca será por causa disso. Nunca! Porque esses problemas, se eles existem, eu estou lá para combater. Eu não saio, estou lá", disse, segundo prévia da entrevista publicada pelo site Globoesporte, do Grupo Globo.

"Sou capaz de sair por outras coisas muito, muito, muito mais fáceis. Que tem a ver com a minha decisão de treinador. Quem trabalha comigo sabe como eu sou. Eu decido. O clube não é meu, tem um presidente acima, uma administração, mas na equipe sou eu que mando. E quando há qualquer coisa que não é como quero, eu (bate na mão) vou embora", completou.

De acordo com o treinador, a adaptação ao Rio de Janeiro está transcorrente de forma satisfatória, embora ele tenha estranhado a distância entre os lugares. "Tenho me adaptado bem, minha vida é fácil. É CT, Ninho, e minha casa. De noite vou jantar, vou para casa...Esta é minha vida. Também fazia assim em Portugal. Só que lá, nas horas de lazer, encontrava com meus amigos. Aqui é muito longe, às vezes anda uma hora, uma hora e meia de carro. Em Portugal, para andar uma hora e meia de carro, chego em Coimbra, no meio do país (risos). Tudo é diferente".

A entrevista completa irá ao ar neste domingo no "Esporte Espetacular", que terá início às 9h. Com Jorge Jesus no comando, o Flamengo chegou à liderança do Campeonato Brasileiro e está classificado para a semifinal da Copa Libertadores.

Flamengo