PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG vence La Equidad novamente e está na semifinal da Sul-Americana

Jogadores do Atlético-MG celebram gol sobre o Deportivo La Equidad - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Jogadores do Atlético-MG celebram gol sobre o Deportivo La Equidad Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Do UOL, em Belo Horizonte

27/08/2019 23h21

Sem o sofrimento do jogo de ida, o Atlético-MG está na semifinal da Copa Sul-Americana 2019. A equipe venceu o Deportivo La Equidad (COL), na noite de hoje, por 3 a 1 e avança no torneio continental. Réver, Chará e Elias fizeram para o visitante na partida disputada no estádio El Campín, em Bogotá, na Colômbia. Matias Mier descontou.

Na ida, os mineiros já haviam obtido um triunfo importante no estádio Independência. Na ocasião, o Galo venceu o adversário por 2 a 1, com gols de Jair e Elias.

O Atlético enfrentará o Colón, da Argentina, na semifinal da competição internacional. A ida será fora de casa e acontece em 18 ou 19 de setembro. A volta será sete dias mais tarde - 25 ou 26 do mesmo mês - no Mineirão.

Quem foi bem: Juan Cazares

O meia-atacante participou de dois gols do Atlético-MG. Ele cobrou o primeiro escanteio na cabeça de Réver, que precisou finalizar duas vezes para marcar. Na sequência, bateu um corner na direção de Jair. O volante desviou na entrada da pequena área e Yimmi Chará fez de peixinho. O camisa 10 ainda soube conduzir o visitante no jogo disputado no El Campín.

Quem foi mal: David Camacho

Destaque no primeiro jogo da série, com boa movimentação pelo lado direito do ataque e também com o gol em cobrança de pênalti, o atacante não foi tão bem na partida de volta. Ele sucumbiu à marcação adversária. Desta vez, se tornou presa fácil para Yimmi Chará e Fábio Santos pelo lado do gramado. Não à toa deixou o campo substituído para a entrada de Brayner De Alba na etapa final.

Réver marca após cinco meses e chega ao 25º gol pelo Atlético

Réver alcançou uma marca relevante pelo Atlético. O zagueiro marcou o 25º gol pelo clube e ocupa a segunda posição na lista de zagueiros-artilheiros da história. Ele segue atrás de Leonardo Silva, que soma 35 bolas na rede em sua passagem pela Cidade do Galo. Este foi o terceiro gol do defensor na temporada. Antes disso, ele havia feito contra o Defensor Sporting (URU), em 20 de fevereiro, e diante do América-MG, em 17 de março. Na noite de hoje, ele cabeceou após escanteio cobrado por Juan Cazares e viu o goleiro Diego Novoa fazer a defesa. No rebote, a bola bateu no ombro do camisa 4 e foi parar no fundo da rede.

Chará volta a marcar e abafa críticas por fase no Atlético

Yimmi Chará voltou a balançar as redes adversárias com as cores do Atlético em 2019. Sem marcar desde 6 de junho, quando fez dois na vitória por 2 a 1 sobre o Santos, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, o atacante colombiano aproveitou desvio de Jair em cruzamento de Chará para estufar a rede do La Equidad.

Elias falha em gol do Deportivo La Equidad e reage marcando

Elias foi mais uma vez um protagonista do Atlético na vitória sobre o Deportivo La Equidad. O volante falhou no gol marcado por Matias Mier no início do segundo tempo. Ele não conseguiu acompanhar o meio-campista adversário e o viu estufar a rede de Cleiton. Na mesma etapa, quando jogo já estava 2 a 1 para o Galo, ele aproveitou excelente passe de Ricardo Oliveira em boa jogada coletiva para marcar. O camisa 7 bateu de primeira e estufou a rede de Diego Novoa.

Atlético-MG se fecha, dá a bola ao rival e sai em velocidade

O Atlético adotou uma forma de atuar bem diferente da que está acostumado nos jogos sob a batuta de Rodrigo Santana. Com menos posse - o time ficou com a bola em 20% do jogo -, o Galo deixou o adversário trocar passes no meio e até no campo ofensivo e se colocou na defesa para sair em contra-ataques. A estratégia surtiu efeito desde os minutos iniciais. A equipe soube prender o adversário e atrai-lo para dar o bote em sua intermediária defensiva. Após o gol de Réver, aos 19 minutos da etapa inicial, a situação ficou ainda mais favorável para o modelo usado pelo visitante.

La Equidad tem posse, mas se perde ao chegar no ataque

O Deportivo La Equidad foi obrigado a propor o jogo no estádio El Campín. Com mais posse de bola, o mandante chegou ao setor ofensivo com frequência, mas não soube o que fazer ao chegar à frente. A arma usada na partida de ida - a velocidade de David Camacho - não surtiu efeito no El Campín por conta da forma de atuar do visitante, bastante fechado.

Atlético-MG terá que disputar semifinal no Mineirão

Na próxima fase da competição, o Atlético não poderá utilizar o Independência para enfrentar o Colón, da Argentina. Por conta do regulamento, os jogos da semifinal não podem acontecer em um estádio com capacidade inferior a 30 mil pessoas. Como o campo do Horto comporta pouco mais de 22 mil espectadores, o Galo será forçado a atuar no Mineirão. O jogo de ida será na Argentina, enquanto a volta acontece em Belo Horizonte.

Ficha técnica
Deportivo La Equidad (COL) x Atlético-MG

Motivo: volta das quartas de final da Copa Sul-Americana
Local: Estádio El Campín, em Bogotá, na Colômbia
Data: 27 de agosto de 2019 (terça-feira)
Horário: às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Esteban Ostojich (URU)
Assistentes: Gabriel Popovits (URU) e Martin Soppi (URU)
VAR: Leodan González (URU)

Cartão amarelo: Jairder Riquett, Walmer Pacheco (Deportivo La Equidad); Yimmi Chará, Vinícius (Atlético-MG)

Gols: Réver - 19'/1ºT (0-1); Matias Mier - 3'/2ºT (1-1); Yimmi Chará - 5'/2ºT (1-2); Elias - 31'/2ºT (1-3)

Deportivo La Equidad (COL)
Diego Novoa; Walmer Pacheco, Danilo Arboleda, Jaider Riquett e Amaury Torralvo; Pablo Lima, David Camacho (Brayner De Alba), Stalin Motta (Matias Mier), Armando Vargas e Neider Barona (Jesús González); Carlos Peralta.
Técnico: Humberto Sierra.

Atlético-MG
Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Jair, Elias, Juan Cazares (Rómulo Otero), Vinícius (Geuvânio) e Yimmi Chará (Zé Welison); Ricardo Oliveira.
Técnico: Rodrigo Santana.

Atlético-MG