PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG suporta pressão e tropeços no Brasileiro por Copa Sul-Americana

Atlético-MG venceu o Deportivo La Equidad no jogo de ida das quartas de final da Sul-Americana - Bruno Cantini / Atletico
Atlético-MG venceu o Deportivo La Equidad no jogo de ida das quartas de final da Sul-Americana Imagem: Bruno Cantini / Atletico

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

27/08/2019 04h00

A Copa Sul-Americana virou a obsessão do Atlético-MG em 2019. Mesmo na primeira metade da classificação do Campeonato Brasileiro, a comissão técnica aposta todas as fichas no torneio continental, onde enfrenta o Deportivo La Equidad, da Colômbia, nesta terça-feira.

A seis pontos do líder Flamengo, o Galo ocupa a sexta colocação do Brasileiro e segue na luta por uma vaga entre os quatro primeiros. Ainda assim, o clube mantém o foco no torneio que se vê com mais chances de vencer, mesmo que isso signifique perder pontos na principal competição nacional e até sofrer críticas por parte de torcida e imprensa.

Rodrigo Santana passou a poupar os seus principais atletas nos jogos que antecedem os duelos válidos pela competição internacional. Foi assim antes dos dois confrontos com o Botafogo, pelas oitavas de final, e também diante do Deportivo La Equidad, da Colômbia, nas quartas de final.

Como fruto da opção da comissão técnica, o time obteve somente dois pontos em quatro jogos. A equipe empatou com Fortaleza e Goiás antes dos jogos diante do Botafogo e perdeu para Athletico-PR e Bahia antes das partidas diante do Deportivo La Equidad.

A opção por poupar e os consequentes tropeços recentes no Brasileirão fazem com que a torcida conteste a comissão técnica e exija bons resultados na Sul-Americana, como pode ser visto em algumas manifestações abaixo:

Rodrigo Santana justificou a opção por poupar os jogadores após o revés para o Bahia no Independência - o primeiro no estádio em 2019.

"Eles [fisiologistas do clube] deixam bem claro os prós e os contras. A decisão é nossa, da comissão técnica. É um risco grande de entrar aqui, sentir algo e amanhã já é a viagem. É um risco muito grande, lá tem altitude ainda. Eu, como responsável, chamei e falei: 'vamos arriscar, vamos com a equipe alternativa'. É uma decisão minha", declarou na ocasião.

"Vejo como um risco calculado (poupar os titulares). A gente sabe que, quando um grupo de atletas vai fazer um jogo, um dia antes, eles treinam menos, descansam mais. Com o jogo na terça-feira, os titulares que vão jogar na Colômbia treinaram. A gente precisa dar sequência e ritmo aos jogadores. Se não tiver ritmo quando for utilizado, pode ser prejudicial. Todo nosso departamento decidiu que a gente iria poupar nesse jogo (contra o Bahia)", acrescentou.

Hoje, o Galo entra em campo para disputar o jogo de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana. Na ida, a equipe venceu o Deportivo La Equidad, da Colômbia, por 2 a 1, no Independência.

Ficha técnica
Deportivo La Equidad (COL) x Atlético-MG

Motivo: volta das quartas de final da Copa Sul-Americana
Local: Estádio El Campín, em Bogotá, na Colômbia
Data: 27 de agosto de 2019 (terça-feira)
Horário: às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Esteban Ostojich (URU)
Assistentes: Gabriel Popovits (URU) e Martin Soppi (URU)
VAR: Leodan González (URU)

Deportivo La Equidad
Diego Novoa; Walmer Pacheco, Danilo Arboleda, Jaider Riquett e Amaury Torralvo; Pablo Lima, David Camacho, Juan Mahecha, Stalin Motta e Cristian Palomeque; Carlos Peralta.
Técnico: Humberto Sierra.

Atlético-MG
Cleiton; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Jair, Elias, Juan Cazares e Vinícius; Yimmi Chará e Ricardo Oliveira.
Técnico: Rodrigo Santana.

Atlético-MG