Topo

Futebol


Cruzeiro abre o placar com Fred e leva empate do CSA nos acréscimos

Do UOL, em Belo Horizonte

25/08/2019 20h54

O Cruzeiro empate na segunda partida sob a batuta de Rogério Ceni. A equipe empatou por 1 a 1 com o CSA, no estádio Rei Pelé, em Maceió. O duelo, válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019, teve gol de Fred e de Apodi.

Com o resultado, a Raposa fica na 16ª colocação, com 15 pontos. O time mineiro se distancia da zona de rebaixamento e fica a quatro pontos do melhor colocado no grupo dos quatro últimos. O CSA é o vice-lanterna, com 12 pontos.

Quem foi bem: Robinho

Robinho fez uma boa partida diante do CSA, na noite de hoje. O meio-campista levou perigo à meta adversária com chutes de longa distância. Jogando como segundo volante, ele teve a incumbência de neutralizar o meio-campo adversário e começar o jogo para a sua equipe. Ele fez tudo com bastante qualidade e foi o principal nome da partida.

Quem foi mal: Alan Costa

O zagueiro falhou no lance que culminou no gol de Fred, ainda no primeiro tempo da partida. Na ocasião, ele deu muita liberdade ao centroavante adversário para finalizar no rebote de Jordi. Ele ainda sofreu para marcar os homens de frente da equipe rival durante a partida ocorrida na noite de hoje.

Fred repete feito de abril e marca pelo 2º jogo seguido

Rogério Ceni conseguiu o que parecia impossível para o seu antecessor Mano Menezes: recuperar Fred. O centroavante ficou 16 jogos sem marcar e só voltou a estufar as redes após a chegada de Rogério Ceni à Toca da Raposa II. Depois de um longo período sem balançar as redes, o camisa 9 marcou no jogo de estreia do novo comandante - o triunfo por 2 a 0 sobre o Santos - e diante do CSA, na noite de hoje. A última vez que ele conseguiu um feito semelhante foi em abril passado. Ele marcou no empate por 1 a 1 com o Atlético-MG, na finalíssima do Mineiro, e também na vitória por 2 a 0 sobre o Deportivo Lara, da Venezuela, pela fase de grupos da Libertadores 2019.

Apodi marca nos acréscimos

Nos minutos finais da partida, Apodi recebeu de Victor Paraíba pelo lado direito do ataque e finalizou cruzado. A bola desviou em Fabrício Bruno e entrou no canto direito de Fábio. A princípio, houve confusão sobre a autoria do gol. Se seria de Apodi ou de Fabrício Bruno. A arbitragem, no entanto, deu gol do jogador do CSA.

CSA se fecha e tenta atacar com contra-ataques

Embora estivesse jogando em casa, o CSA adotou uma postura reativa na partida diante do Cruzeiro. Fechado no campo de defesa, o time alagoano apostou na velocidade de Hector Bustamante para chegar ao setor ofensivo. A estratégia não surtiu muito efeito e levou pouco perigo à meta defendida por Fábio.

Cruzeiro aposta em finalizações de longa distância e leva perigo

O Cruzeiro passou a finalizar mais vezes de fora da área com a chegada de Rogério Ceni ao clube. Mesmo com mais posse de bola e em vantagem no placar, o time mineiro passou a usar os chutes de fora da área como uma arma. Fred, Thiago Neves e Robinho arriscaram na noite de hoje. A maioria das conclusões levou perigo à meta do goleiro Jordi.

Cachorro invade campo e dá até drible em gandula

Um cachorro invadiu o gramado do Rei Pelé aos 32 minutos do segundo tempo do jogo. O árbitro teve que paralisar o confronto para que o animal fosse retirado do gramado. Um dos gandulas tentou tirá-lo, mas acabou tropeçando e caiu no gramado.

Ficha técnica
CSA X Cruzeiro

Motivo: 16ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)
Data: 25 de agosto de 2019 (domingo)
Horário: às 19h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE)
VAR: Joao Batista de Arruda (RJ)

Cartão amarelo: Luciano Castán, Hector Bustamante, João Vitor (CSA); Cacá, Fábio, Jadson (Cruzeiro)

Gols: Fred - 10'/1ºT (0-1); Apodi - 49'/2°T (1-1)

CSA
Jordi; Dawhan, Alan Costa, Luciano Castán e Carlinhos; Naldo (Euller), João Vitor, Jean Kléber (Apodi) e Jonatan Gómez; Héctor Bustamante e Alecsandro (Victor Paraíba).
Técnico: Argel Fucks.

Cruzeiro
Fábio; Orejuela (Edilson), Cacá, Fabrício Bruno e Dodô; Henrique, Robinho (Jadson) e Thiago Neves; Marquinhos Gabriel, David e Fred (Sassá).
Técnico: Rogério Ceni.

Mais Futebol