Topo

Lugano vê Juanfran como raridade no futebol e notícia diferente no Brasil

Juanfran caminha com Hernanes e Diego Lugano no CT da Barra Funda, em seu primeiro dia no São Paulo - Reprodução/YouTube
Juanfran caminha com Hernanes e Diego Lugano no CT da Barra Funda, em seu primeiro dia no São Paulo Imagem: Reprodução/YouTube

Flávio Latif e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

24/08/2019 04h00

Juanfran já é visto internamente como referência positiva no São Paulo. Recém-contratado, o lateral direito se adaptou rapidamente ao clube e, mesmo depois de três meses sem atuar após deixar o Atlético de Madri, deu conta do recado para vestir a camisa do Tricolor paulista no Campeonato Brasileiro.

Na visão do superintendente de relações institucionais do clube, Diego Lugano, o espanhol, de 34 anos também se destaca por sua postura de liderança e experiência - além de atrair os holofotes por ser uma novidade no país.

"É um jogador diferenciado, um profissional. Uma novidade diferente para o São Paulo e para o Brasil, um espanhol que está jogando em altíssimo nível. É alguém que traz uma filosofia de vida e de jogos diferentes, que na última década são melhores que a nossa. Porque a Espanha na última década foi melhor do que o Brasil, Argentina e o Uruguai", disse Lugano.

O ex-zagueiro uruguaio teve papel fundamental na contratação do jogador. Em viagem pela Europa, contou com o auxílio do amigo Diego Godín para fazer a aproximação com o então lateral do Atlético de Madri. Apesar de apostar no sucesso do reforço, o dirigente acredita que o processo de adaptação contará com obstáculos.

"Ele jogou muito tempo em times grandes da Europa, em alto nível e com uma inteligência grande. Antes de chegar, ele já conhecia o São Paulo, o elenco e o treinador. Ele é um cara de outro nível, mas vai sofrer com o futebol brasileiro. Aqui é complicadíssimo, pela pressão da torcida, pelas logísticas, pelas viagens, pelo clima e pelos rivais. Então, eu falei para ele: 'Você está vindo para um desafio, como falei para o Dani (Alves), que é o mais difícil da sua carreira'", afirmou Lugano.

Amanhã (25), Juanfran deve atuar mais uma vez pelo São Paulo. De olho nas primeiras colocações do Campeonato Brasileiro, o time do Morumbi enfrenta o Vasco, a partir das 16h, no São Januário, no Rio de Janeiro.

Confira outras declarações de Lugano sobre Juanfran:

Conversas para contratá-lo

Mesma maneira de como foi com o Daniel Alves. Fui para a Europa e conversei com amigos. Eu conhecia ele de partidas em que jogamos contra. Tinha inúmeras referências.

Carência no Brasil

No Brasil, não tem jogadores para essa posição, não sei por quê. Não tem na base do São Paulo. Você vê o Grêmio com Léo Moura, o Flamengo com Rafinha. O Corinthians está há muito tempo com o Fagner. Não surgem jogadores. E surgiu a oportunidade de trazê-lo.

Pacote Juanfran

Então, complementava tudo: a necessidade, o perfil do jogador, a oportunidade. Também trouxemos uma notícia diferente para o Brasil: abrir essa janela de jogadores europeus no país.

Pioneiro

Se ele gostar (daqui), com certeza vai passar boas recomendações para jogadores europeus. Poderá internacionalizar o São Paulo por ser capa em diversos jornais do mundo.