Topo

Fortaleza protesta contra diferença de cotas pagas pela Turner

Ronaldo Oliveira
Imagem: Ronaldo Oliveira

Marcello De Vico

Do UOL, em Santos (SP)

19/08/2019 11h53

Os jogadores do Fortaleza entraram em campo na tarde de sábado (17), para o jogo contra o Internacional, com a numeração -14 estampada nas camisas. O motivo? Um protesto contra a desigualdade de cotas de TV da Turner, grupo norte-americano que detém os direitos do extinto canal Esporte Interativo.

Segundo o Fortaleza, a diretoria ouviu da Turner, depois de muitas reuniões e conversas com executivos do grupo, que o contrato que o clube mantém com a emissora até 2024 para transmissão dos jogos na Série A do Brasileiro em TV fechada não será alterado.

O Fortaleza solicitava uma equiparação de contrato com os demais clubes que fecharam com a Turner (Palmeiras, Santos, Internacional, Bahia, Athletico-PR e Ceará), já que eles possuem um acordo diferente, financeiramente mais vantajoso.

Enquanto o Fortaleza possui uma cota fixa de R$ 9 milhões, as outras seis equipes dividiram R$ 140 milhões de forma igualitária, totalizando R$ 23 milhões para cada um.

Procurada pelo UOL Esporte, a Turner afirmou que "não comenta a relação com os clubes e que os termos do contrato são confidenciais".