Topo

Esporte


Inter bate Fortaleza na estreia de Zé Ricardo e encerra jejum fora de casa

Do UOL, em Porto Alegre

17/08/2019 19h16

O Internacional venceu o Fortaleza por 1 a 0 hoje (17), no Castelão, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado frustrou a estreia de Zé Ricardo no time da casa e encerrou um jejum dos gaúchos de quase um ano sem vitória fora de casa pelo torneio.

A última vez que o Colorado tinha somado três pontos como visitante na competição havia sido em 22 de agosto do ano passado, contra o Bahia. Quase um ano depois, o time de Odair Hellmann chega à marca de 24 pontos. Já o Fortaleza, que ficou com um a menos no fim do jogo pela expulsão de Bruno Melo, parou com 17. As duas posições podem mudar até o fim da rodada.

Na quarta-feira, o Colorado entra em campo para enfrentar o Flamengo pelas quartas de final da Libertadores. No Brasileiro, o próximo adversário dos gaúchos será o Goiás. Já o Fortaleza tem próximo compromisso no dia 25, contra o Santos.

Foi bem: Danilo Fernandes evita gols do Fortaleza

Goleiro do Inter, Danilo Fernandes foi destaque absoluto do jogo. Atualmente suplente de Marcelo Lomba, ele fez uma série de defesas difíceis no jogo.

Foi mal: Tréllez passa em branco novamente

O centroavante Santiago Tréllez ainda não marcou pelo Inter. Após nova oportunidade, o colombiano novamente não conseguiu marcar.

Bruno Silva estreia pelo Inter

Apresentado na última quinta-feira, Bruno Silva estreou pelo Inter. Com poucos treinos com o time gaúcho, o jogador foi para campo desde o início e sofreu com a falta de entrosamento. Errou passes e pouco contribuiu ofensivamente. Na defesa, porém, ocupou bem os espaços. "Sei que tenho que melhorar muito ainda. Mas correr nós vamos correr", disse, ao fim do primeiro tempo.

Fortaleza: Zé Ricardo mantém ideias de Ceni

Antes do jogo, o técnico estreante Zé Ricardo anunciou que iria manter as ideias de seu antecessor, Rogério Ceni. E o fez em campo. Com marcação alta e um time ofensivo, postado com três atacantes e mantendo a posse de bola durante boa parte do jogo, o Fortaleza assumiu as rédeas da partida desde o início. O Internacional, postado defensivamente, só conseguiu criar chances esporádicas em contra-ataques que surgiram a partir de erros individuais do adversário. Na segunda etapa, a intensidade caiu, e o domínio dos mandantes também. O Colorado igualou as forças, e a partida ficou aberta.

Inter: Time cria pouco, mas melhora no fim

O Internacional sofreu pressão. Sem saída contra o Fortaleza, o time gaúcho apostou em contra-ataques que praticamente não aconteceram. Marcado de cima, sem um bom encaixe defensivo, teve poucos momentos de posse de bola para fugir da marcação rival, e com isso a construção foi menor ainda. Quase sem conclusões, o Colorado só teve Danilo Fernandes como destaque. No segundo tempo, porém, a situação melhorou com o encaixe dos jogadores de lado de campo. Sarrafiore e Wellington Silva cresceram, as oportunidades apareceram, e o gol aconteceu.

Invasão de abelhas atrasa o jogo

Uma invasão de abelhas atrasou o início da partida. O enxame uniu-se em uma das bandeiras de escanteio, e o árbitro da partida, percebendo a perigosa presença, evitou o início do duelo. Jogadores de Inter e Fortaleza voltaram para o aquecimento, e os bombeiros tentaram de todas as formas espantar os insetos. Com extintores de incêndio, água e muito esforço, demoraram aproximadamente 19 minutos para contornar o caso, e o jogo precisou começar sem a haste e a bandeirinha de escanteio em razão da insistência das abelhas. Já com a bola rolando, e com a bandeirinha reposta, elas se posicionaram em uma placa de publicidade e seguiram lá.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 0 X 1 INTERNACIONAL

Data: 17/08/2019 (Sábado)
Local: estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Árbitro: Braulio da Silva Machado
Auxiliares: Bruno Boschilia e Helton Nunes
Cartões amarelos: Natanael, Bruno Silva (INT); Bruno Melo, Derley (FOR)
Cartões vermelhos: Bruno Melo (FOR)
Gols: Wellington Silva, do Inter, aos 20 mintuos do segundo tempo;

FORTALEZA
Felipe Alves; Tinga, Quintero, Roger Carvalho (Derley) e Bruno Melo; Felipe, Juninho, Mariano Vásquez (Nenê Bonillha), Edinho e Romarinho (Osvaldo); Wellington Paulista.
Técnico: Zé Ricardo

INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; Zeca, Klaus (Bruno Fuchs), Emerson Santos e Natanael; Rithely, Bruno Silva, Nonato, Sarrafiore (Neilton) e Wellington Silva; Tréllez (Guilherme Parede).
Técnico: Odair Hellmann

Mais Esporte