Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Suspeito de matar jogador de futsal do Corinthians é preso em Erechim (RS)

Douglas Nunes, do Corinthians, foi assassinado ao deixar festa  - Divulgação
Douglas Nunes, do Corinthians, foi assassinado ao deixar festa Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

12/08/2019 09h16

O suspeito de matar o jogador Douglas Nunes da Silva, 27 anos, pivô da equipe de futsal do Corinthians, em Erechim (RS) foi preso na tarde de ontem. De acordo com a TV Globo, Ricardo Jean Rodrigues, 25, confessou o crime.

Segundo a versão dele à polícia, os dois se desentenderam na hora de pagar a conta de uma bebida no camarote em que estavam numa casa noturna. Rodrigues estava em prisão domiciliar por tráfico de drogas e não poderia estar ali, de acordo com a emissora.

O suspeito teria esperado dentro de um carro o jogador sair da casa noturna para atirar contra ele.

O Corinthians estava em Erechim, onde foi eliminado da Taça Brasil após derrota para o Atlântico por 5 a 3. Douglas não marcou nenhum gol na partida.

O atleta, que vestia a camisa 9 do Timão, chegou ao clube em 2018 e disputou 56 jogos, sendo 53 como titular. Ele marcou 21 gols pelo time de Parque São Jorge. O pivô do Corinthians também coleciona passagens pela seleção brasileira e, ao longo de sua carreira, conquistou títulos como a Super Liga, Liga Paulista, Copa Paulista, Copa do Cazaquistão e Eremo Cup.

O Corinthians lamentou a morte do jogador em sua conta oficial no Twitter.

Corinthians