PUBLICIDADE
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Ronaldo, Romário, Daniel Alves? Blogueiros elegem maior reforço da história

Chris Brunskill/Getty Images
Imagem: Chris Brunskill/Getty Images

Do UOL, em Santos (SP)

02/08/2019 11h33

Na noite de ontem (1), o São Paulo surpreendeu ao anunciar a contratação do lateral direito Daniel Alves, ex-Barcelona e PSG e maior campeão da história do futebol, com 40 títulos - o último deles conquistado com a seleção brasileira: a Copa América.

Mas a contratação de Daniel Alves chega a ser a maior da história do futebol brasileiro? Para responder essa pergunta, consultamos os blogueiros do UOL Esporte, que recordaram, por exemplo, as chegadas de Romário ao Flamengo - em 1995 - e Ronaldo ao Corinthians - em 2009. Confira:

ANDRÉ ROCHA

Daniel Alves é a maior contratação do futebol brasileiro em 2019. Só. Em termos de simbolismo fica bem atrás de Ronaldo pelo Corinthians em 2009 e muitos degraus abaixo da maior de todas: Romário em 1995, um ano depois do tetra e ostentando o prêmio de melhor do mundo, voltando ao Brasil para jogar no Flamengo.

BENJA

O São Paulo contratou o melhor lateral direito do mundo! Um jogador que coleciona títulos, enfim, apesar da idade é uma contratação bombástica! Mas a maior da história foi o Ronaldo Fenômeno no Corinthians, que além do impacto a sua passagem por lá mudou o Corinthians de patamar!

JUCA KFOURI

Excelente contratação, mas a maior?! E Ronaldo Fenômeno? E Romário? E Ronaldinho Gaúcho?

JULIO GOMES

Não é possível responder a esta pergunta sem saber dos desdobramentos, sem olhar historicamente para o que significou a chegada de Daniel Alves ao São Paulo. Precisamos esperar o futuro para avaliar o passado. Se olharmos o impacto da chegada, eu colocaria na frente às contratações de Romário pelo Flamengo, em 95, de Ronaldo pelo Corinthians, em 2008, e de Ronaldinho pelo Flamengo, em 2011.

MARCEL RIZZO

Não. Romário em 95 pelo Flamengo ainda é. Daniel Alves é uma contratação excepcional: mesmo com 36 anos ainda tem muita bola, tem carisma, liderança, tem tudo para se tornar um dos grandes da história do São Paulo nesses três anos de contrato. Mas há uma reflexão a se fazer nessa pergunta: em que pé está o futebol brasileiro quando o principal jogador da seleção brasileira tem 36 anos e joga de lateral-direito?

MAURO BETING

Romário em 1995, um mês depois de ter sido eleito o craque do mundo em 1994.

Mas esta é do nível de Ronaldo, em 2009, com a ressalva de que lateral é menos eficiente e contundente que um artilheiro.

MAURO CEZAR

Essa pergunta só se justifica se sofrermos de amnésia coletiva e esquecermos que Romário foi contratado pelo Flamengo em janeiro de 1995, meses depois de ganhar o Mundial dos Estados Unidos, sendo eleito o melhor jogador da Copa e também do mundo no mesmo ano de 1994. Além disso ele nem havia completado 29 anos. Estava no auge, não era um veterano como tantos que retornam ao futebol brasileiro.

MENON

Daniel Alves não é a maior contratação da história do futebol brasileiro. Romário no Flamengo em 95 e Ronaldo no Corinthians em 2009 superam.

Se pensarmos apenas no São Paulo ela está atrás de

1) Sastre e Leônidas que mudaram a história do clube nos anos 40.
2) Gerson, Toninho Guerreiro e Pedro Rocha, que tiraram o time da fila nos anos 70.
3) Cerezo, veterano que foi fundamental nos títulos mundiais.
4) Zizinho que veio para o título paulista de 57.
5) Raí, que voltou em 98 e foi campeão em apenas um jogo.

Daniel pode superar as contratações do São Paulo. Pode também superar a de Romário, em termos de títulos. Mas a de Ronaldo em termos marketing é difícil.

PVC

Não. Não é. Daniel Alves é uma grande contratação. Começa como um custo elevadíssimo e pode se tornar um investimento, se gerar receita também com o projeto que o envolve. Mas não é a maior contratação. Quando Ronaldo voltou para jogar pelo Corinthians, o impacto foi maior. Quando Romário deixou o Barcelona, na posição de melhor jogador do mundo, eleito pela Fifa, e acertou com o Flamengo, mais ainda. A maior contratação, deste ponto de vista, é Romário. O melhor do mundo, campeão mundial seis meses antes, no Flamengo.

RENATA MENDONÇA (DIBRADORAS)

É uma contratação fora de série, das maiores da história sem dúvidas. Mas não colocaria como a maior, acredito que Romário chegando ao Flamengo em 1995 quando tinha ganhado a Copa e o prêmio de melhor do mundo tenha sido a maior, no sentido daquilo que o Romário representava para o futebol, vivia seu auge, com 29 anos. O Daniel Alves está me excelente fase, mas já tem 36 anos.

De todas as formas, é uma contratação que faz o São Paulo ter outro patamar, que traz um ganho técnico gigantesco a um time que estava muito carente nessa posição na última década. É o melhor jogador da Copa América, que tinha proposta de mais de 15 clubes (incluindo muitos europeus) na mesa escolhendo voltar para o Brasil e para jogar no São Paulo. Isso é algo gigantesco.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL