Topo

Jesus elogia intensidade do Fla, aponta quesitos a melhorar e exalta Arão

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

14/07/2019 14h30

Após a goleada do Flamengo sobre o Goiás por 6 a 1, o técnico Jorge Jesus fez elogios ao time, mas afirmou que a equipe ainda tem pontos a melhorar. Além disso, o comandante rubro-negro exaltou o volante Willian Arão, titular na manhã de hoje (14), na vaga de Cuéllar.

O duelo diante do Esmeraldino foi o primeiro de Jorge Jesus no Maracanã. A estreia oficial do técnico português aconteceu na quarta-feira, contra o Athletico-PR, pela Copa do Brasil, na Arena da Baixada.

"Foi meu primeiro jogo no Maracanã, era importante que a equipe jogasse dentro daquilo que estamos trabalhando, das ideias que queremos implantar, com intensidade alta. Hoje conseguimos", disse ele, que completou:

"Entramos muito fortes; Nos primeiros 15 minutos, muita qualidade técnica e tática. Depois do gol do Goiás, sentimos por uns cinco minutos, mas o time está muito confiante e continuou. Foram seis gols, mas poderiam ser sete ou oito, com todo o respeito. Mas ainda temos muito a melhorar".

Para Jesus, os jogadores ainda têm de buscar um entendimento melhor no posicionamento para que a última linha de marcação possa evoluir.

"Temos de melhorar a última linha. Em determinados momentos, o time ainda se perde, ainda não está identificando o que é bola coberta ou descoberta. Isso, só com trabalho", afirmou.

Jesus aproveitou para elogiar o volante Arão, que foi titular hoje. O treinador demonstrou não entender a relação da torcida com o jogador, a quem classificou como "patinho bonito".

"Não sei se o Arão é o patinho feio da torcida. Para mim, é o patinho bonito. Espero que a torcida não escolha patinhos feios, precisamos de todos. A equipe tem de ser rodada. Não vou trocar 11 por 11, mas vamos rodar a equipe. É um campeonato muito forte", salientou.

O técnico rubro-negro aproveitou para analisar as diferenças entre Arão e Cuéllar e lembrou que o primeiro está trabalhando sob o comando dele há mais tempo, já que o colombiano estava disputando a Copa América durante a paralisação do calendário:

"Vocês falam muito do Cuéllar em relação ao Arão. São grandes jogadores, com características diferentes. Arão é mais forte ofensivamente, vem trabalhando há mais tempo comigo. Dependendo do adversário, vamos variar. São dois grandes jogadores".

Flamengo