Topo

Futebol


Fabinho diz ter ficado surpreso e chateado com ausência na Copa América

Fabinho admite ter ficado chateado por não disputar a Copa América - Simon Stacpoole/Offside/Getty Images
Fabinho admite ter ficado chateado por não disputar a Copa América Imagem: Simon Stacpoole/Offside/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

25/06/2019 17h23

O volante brasileiro Fabinho admitiu ter ficado chateado por não ter sido convocado pelo técnico Tite para fazer parte do grupo que disputa a Copa América no Brasil.

Em entrevista ao programa "Seleção SporTV", o atleta do Liverpool disse que esperava estar entre os selecionados por ter sido convocado pelo treinador em outras ocasiões antes do torneio.

"Por estar presente nas quatro convocações pós-Copa do Mundo e pelo meu momento, esperava muito estar na Copa América. Fiquei um pouco surpreendido e chateado, queria jogar essa competição no meu país. Como já tínhamos que pensar na final da Champions League, tentei esquecer o mais rápido possível", revelou o atleta.

Ainda sobre a convocação, o volante do Liverpool disse que sabia que poderia ficar fora do grupo, já que vinha sendo aproveitado como lateral, posição que não atua com frequência pelo seu clube. Questionado, ele ainda apontou preferência por atuar na faixa central do campo.

" (Gosto de jogar) Como primeiro volante, como tenho feito nos últimos anos. É uma posição em que me sinto à vontade. Sabia que tinha o risco de ficar um pouco fora das convocações porque vinha sendo chamado de lateral, mas você tem mais a bola (no meio-campo), organiza mais o time, sempre me senti muito bem nessa posição", explicou.

No entanto, o atleta mantém vivo o sonho de fazer parte do grupo que disputará a Copa do Mundo de 2022, que será realizada no Qatar.

"É um objetivo que tenho na carreira disputar uma Copa do Mundo. Vou batalhar e fazer o máximo no meu clube para estar presente. Hoje sou meio-campo, no meu time atuo muito mais no meio-campo. O Tite já me chamou duas vezes como lateral, viu que eu posso jogar nessa posição também, é a minha posição de base. Mas hoje, a primeira opção dele, e a que eu atuo, é a do meio-campo", finalizou o atleta, que vê o Brasil como favorito à conquista do título da Copa América.

Mais Futebol