Topo

Copa do Mundo Feminina - 2019


Emily rebate Marta após fala sobre convocação: "Deve me conhecer pouco"

Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC
Imagem: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

Do UOL, em São Paulo

19/06/2019 13h14

Emily Lima não deixou sem resposta a fala de Marta durante a entrevista coletiva da seleção brasileira na última segunda-feira (17). A treinadora do Santos negou que tenha dito que não levaria a atacante para a Copa do Mundo, mas que não o faria caso ela estivesse machucada - Marta sofreu uma lesão muscular em 25 de maio.

"Eu nunca disse que ela estava machucada. Me perguntaram se ela estivesse machucada, o que eu faria. Acho que as pessoas que me conhecem realmente, as atletas que trabalharam comigo sabem... Eu sou muito grupo, gosto de trabalhar com o grupo, não gosto de trabalhar no individual. Acho que esse 1% vai faltar nas oitavas, nas quartas, na semifinal. É uma (atleta) que está 99%, outra que está 70%, outra que está 50%, isso vai faltar em uma Copa do Mundo", disse Emily, à "ESPN".

A fala de Emily que gerou polêmica foi dita durante participação ao programa " No Ângulo", do UOL Esporte, no último dia 13 de junho. "Quero acreditar que ela foi convocada 100% para estar na Copa do Mundo. Acredito muito nisso. Se ela foi convocada já com algum tipo de lesão, só para estar no grupo, eu não vejo isso positivo. Essa é a minha opinião", disse Emily na época.

A fala não foi bem recebida por Marta. Em entrevista coletiva, a atacante disse que a treinadora estava sem conhecimento sobre ela e que sempre que tem oportunidade, Emily a ataca.

"Sem dúvida alguma, ela não estava acompanhando o meu trabalho na minha equipe. O Orlando Pride fez seis jogos na liga (dos EUA), antes de as atletas todas serem liberadas para suas respectivas seleções. Eu fui uma das que mais jogou. Foi uma declaração sem conhecimento nenhum, mas vindo dela, eu já esperava isso. Sempre que ela tem oportunidade, ela ataca, e ataca muito mais desmerecendo um trabalho que a gente faz", disse Marta na época.

A questão das informações sobre o estado de Marta também foi contestada por Emily hoje. "Ela disse também das informações, que eu estava mal informada. Ela deve me conhecer pouco, porque eu vivo futebol. Eu assisto elas - não só elas, mas todas as atletas. Eu acompanho o futebol feminino, amo o futebol feminino. Então, para eu falar alguma coisa, tenho que ter o conhecimento. Para isso, eu preciso estudar, assistir aos jogos. Isso é uma opinião minha. Tem pessoas falando que levariam ela com uma perna só. Isso para mim é falta de respeito com as demais atletas que estão lá 100%", completou.

A seleção brasileira ainda aguarda para saber qual será sua adversária nas oitavas de final da Copa do Mundo feminina. O time comandado por Vadão enfrentará a Alemanha no sábado (22) ou a França no domingo (23).

Copa do Mundo Feminina - 2019