Topo

Palmeiras é derrotado pelo San Lorenzo e perde a liderança na Libertadores

Palmeiras foi ultrapassado pelo San Lorenzo no grupo F da Libertadores - Cesar Greco/Agência Palmeiras
Palmeiras foi ultrapassado pelo San Lorenzo no grupo F da Libertadores Imagem: Cesar Greco/Agência Palmeiras

Do UOL, em São Paulo

02/04/2019 21h09

O Palmeiras conheceu sua primeira derrota na Copa Libertadores 2019 hoje, no estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires. A equipe de Luiz Felipe Scolari jogou mal e foi superada por 1 a 0 pelo San Lorenzo, em resultado que também fez a equipe argentina ultrapassar o Verdão na liderança do grupo F. O gol foi marcado por Herrera no começo do segundo tempo.

Com os desfalques de Ricardo Goulart e Gustavo Scarpa, o Palmeiras apresentou um futebol pobre e ameaçou pouco o gol do rival, que vive péssima fase no Campeonato Argentino, mas está bem na Libertadores. A melhor chance foi uma bicicleta de Moisés que acertou o travessão na primeira etapa.

Com o revés, o Palmeiras estacionou nos seis pontos, enquanto o San Lorenzo chegou a sete. Completam o grupo o Melgar, do Peru, com um ponto, e o Junior de Barranquilla, da Colômbia, com nenhum. Os dois se enfrentam ainda hoje para completar a terceira rodada.

O Palmeiras volta a jogar pela Libertadores na próxima quarta-feira, dia 10, contra o Junior, em casa. Antes, no domingo, dia 7, recebe o São Paulo no Allianz Parque pelo jogo de volta da semifinal do Campeonato Paulista.

O melhor: Herrera

Em um jogo de poucos lances de emoção, coube ao lateral direito do San Lorenzo decidir o jogo em uma bonita jogada. Após arrancar com liberdade pelo meio, ele balançou para cima da marcação de Antônio Carlos e chutou com precisão para vencer Weverton da entrada da área. De quebra, ainda cuidou bem da marcação de Dudu, que foi discreto na partida.

O pior: Lucas Lima

O meia entrou no intervalo para dar mais criatividade a um Palmeiras que dependia demais de bolas longas e cruzamentos para levar perigo, mas praticamente não apareceu no jogo. Com pouca movimentação e passes previsíveis, passou longe de melhorar o jogo ofensivo do Verdão.

Palmeiras fecha o time e começa recuado

Cesar Greco/Agência Palmeiras
Imagem: Cesar Greco/Agência Palmeiras

Felipão surpreendeu ao optar pela escalação de Moisés, um meio-campista de maior vigor físico e poder de marcação, no lugar do poupado Ricardo Goulart, deixando Lucas Lima no banco. O Palmeiras iniciou a partida mais recuado, tentando controlar os espaços na marcação, e chamou o San Lorenzo para o ataque nos primeiros minutos. Logo aos 7, Martínez teve a chance e soltou a bomba de longe, para fora.

San Lorenzo acerta a trave de Weverton

Com mais posse de bola, o time argentino foi empurrado pela torcida e começou a assustar o Palmeiras. Aos 19 minutos, Castellani bateu de fora da área e acertou a trave de Weverton. O Verdão tentava levar perigo nos contra-ataques, mas abusava das bolas longas para Deyverson e não conseguia criar chances claras.

Moisés quase faz gol de placa

Cesar Greco/Agência Palmeiras
Imagem: Cesar Greco/Agência Palmeiras

Aos poucos, o Palmeiras foi equilibrando o jogo no primeiro tempo e conseguindo rondar mais a área do San Lorenzo. A melhor oportunidade veio aos 25 minutos, quando Moisés quase fez um gol de placa ao receber de Deyverson e emendar uma bicicleta, que explodiu no travessão. O Verdão ainda pressionou com cruzamentos e nas cobranças perigosas de lateral de Marcos Rocha, mas foi para o intervalo com 0 a 0 no placar.

Felipão mexe no meio, mas San Lorenzo marca

Felipão voltou do intervalo com duas mudanças: saíram os volantes Thiago Santos e Bruno Henrique, que haviam recebido cartão amarelo, para as entradas de Felipe Melo e Lucas Lima. Mas o San Lorenzo abriu o placar logo aos 5 minutos do segundo tempo aproveitando justamente o espaço na frente da área: Herrera avançou, balançou para cima de Antônio Carlos e acertou um chute forte e rasteiro que Weverton não conseguiu alcançar.

Centroavante? Felipão aposta em Veiga

Com o Palmeiras atrás no placar e tendo muita dificuldade para criar oportunidades de gol contra uma marcação firme do San Lorenzo, muitos torcedores esperavam a entrada de um centroavante como Borja ou Arthur Cabral. Mas Felipão apostou na entrada do meia Raphael Veiga, que substituiu Felipe Pires para tentar buscar o resultado. Veiga teve atuação discreta e não contribuiu muito para os lances ofensivos do Verdão.

Pressão final com cruzamentos não dá em nada

Mesmo com Veiga e Lucas Lima em campo, o Palmeiras trabalhou bem pouco a bola nos últimos 20 minutos e abusou dos cruzamentos para tentar empatar. A defesa do San Lorenzo, porém, lidou bem com a maioria deles. A melhor oportunidade veio em cobrança de escanteio que Gustavo Gómez desviou de cabeça com firmeza, mas o goleiro Monetti segurou firme

FICHA TÉCNICA
SAN LORENZO 1 x 0 PALMEIRAS

Local: Estádio Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires (Argentina)
Data: 02/04/2019 (terça-feira)
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbtiro: Julio Bascuñán (Chile)
Assistentes: Claudio Ríos e José Retamal (Chile)
Gol: Herrera, aos 5 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Castellani e Herrera (San Lorenzo); Thiago Santos, Bruno Henrique, Marcos Rocha e Deyverson (Palmeiras)

San Lorenzo: Monetti; Herrera, Coloccini, Senesi e Víctor Salazar (Damián Pérez); Loaiza, Román Martínez e Castellani; Juan Salazar (Barrios), Reniero e Blandi (Poblete). Técnico: Jorge Almirón

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Thiago Santos (Felipe Melo), Bruno Henrique (Lucas Lima) e Moisés; Felipe Pires (Raphael Veiga), Dudu e Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari

Palmeiras