PUBLICIDADE
Topo

Mattos critica VAR em anulação de pênalti e reclama de ironia da FPF

Siga o UOL Esporte no

Danilo Lavieri e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

30/03/2019 21h17

O diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, reforçou as críticas feitas pelos seus atletas e por sua comissão técnica sobre a anulação do pênalti marcado em cima de Dudu, no empate em 0 a 0 com o São Paulo hoje no Morumbi.

O dirigente usou o mesmo argumento de seus companheiros ao falar que o lance era interpretativo e não deveria ter sido analisado no vídeo. Ele ainda acrescentou críticas à postura da Federação Paulista de Futebol e reclamou de ironias.

"Não quero desviar o foco do jogo, mas é uma questão técnica de procedimento. Eu fiz questão de escutar os especialistas, os comentaristas de arbitragem. Era um lance interpretativo. A força que o Reinaldo bateu no Dudu é interpretativa. Não era necessário chamar o VAR. A gente foi ironizado porque não fomos e não aprendemos o procedimento. Ainda bem. Se a gente fosse, aprenderia errado", afirmou Mattos na zona mista após o jogo.

"A gente fica chateado. O Palmeiras não está indo lá por situações internas e não precisa ficar falando que tem que aprender. A gente viu que é uma situação nova. Uma das recomendações que o Palmeiras fez era escutar o que os árbitros falam no VAR. Eles poderiam botar isso em público. E aí a gente ia ouvir se alguém lá falou algo. Na hora da câmera lenta, é muito complicado. O árbitro foi firme na hora, que ele teve convicção do empurrão das costas. Se o árbitro teve, tinham que ter mantido", completou.

O Palmeiras está rompido com a Federação Paulista de Futebol e não tem ido aos eventos comandados pela entidade para a organização do Estadual.

Beting, sobre empate no Morumbi: "VAR foi melhor que a arbitragem"

UOL Esporte

Palmeiras