PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras vê relação política Mustafá-Reinaldo como motivo em briga com FPF

Delegado Olim e Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF - Rodrigo Corsi/FPF
Delegado Olim e Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF Imagem: Rodrigo Corsi/FPF

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

28/03/2019 04h00

Os conflitos entre Palmeiras e Federação Paulista de Futebol (FPF) entraram na esfera política do clube. Pessoas próximas à gestão do presidente Maurício Galiotte afirmam que a postura do presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), Antônio Olim, que recentemente mandou o alviverde "parar de chorar" e já entrou em atrito com o clube no ano passado, tem ligação com a proximidade dele com o presidente da federação, Reinaldo Carneiro Bastos. Reinaldo, por sua vez, é amigo do ex-presidente palmeirense Mustafá Contursi, atual opositor de Galiotte.

Para ler esta notícia na íntegra, além de outras novidades dos bastidores da bola, acesse a coluna De Primeira.

Palmeiras