PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Meia falastrão revê D'Alessandro após "primeira derrota" e vídeo polêmico

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

10/03/2019 04h00

Com 27 anos, o meia Wagner é daqueles jogadores que o futebol de hoje pouco produz. Tem na qualidade técnica sua principal arma em campo, e nas provocações uma importante característica fora dele. O armador que já se envolveu em uma série de polêmicas revê o Inter agora atuando pelo Aimoré, depois de "perder a primeira" para D'Alessandro e publicar um vídeo controverso ao deixar o Caxias. 

Durante o Gauchão de 2017, o UOL Esporte já enumerou as peripécias de Wagner. Entre os mais de 10 clubes que defendeu na carreira, foi expulso por uma suposta provocação a adversário que foi suspenso por uso de cocaína, foi afastado por alternar treinos em clube profissional e jogos na várzea e cravou a bandeira do Caxias no gramado do estádio do rival, Juventude. 

E a rivalidade entre grenás e alviverdes da cidade de Caxias do Sul gerou outro capítulo das polêmicas de Wagner. Ao se despedir do Caxias rumo ao Brasil de Pelotas depois do Estadual de 2018, publicou em seu perfil do Facebook um vídeo em que repete provocações a jogadores do adversário. Entre questionamentos irônicos, chama um oponente de "caloteiro" e outro de "pé duro". 

Pelo Caxias, Wagner também discutiu com D'Alessandro em duelo com Inter. Na ocasião, alegou que o argentino havia o chamado de "bandido" durante o confronto da primeira fase do Gauchão. Depois da partida, afirmou que "nunca tinha perdido" para ele. 

O problema é que a primeira derrota veio em seguida. O jogo de ida da fase semifinal daquele mesmo campeonato deu Inter, 1 a 0. O Caxias reverteu no jogo de volta com mesmo placar, levando a decisão para os pênaltis. O Inter ganhou, foi à final e acabou derrotado, também nos pênaltis, pelo Novo Hamburgo. 

Em 2018 Wagner disputou mais uma vez o Campeonato Gaúcho, pelo Cruzeiro-RS. Esteve em campo contra o Inter, mas D'Ale não jogou. O placar foi 0 a 0. 

Vida nova no Aimoré

Depois do Cruzeiro-RS, que acabou rebaixado no Gauchão passado, Wagner disputou as competições do segundo semestre pelo União Frederiquense e firmou com Aimoré no início de 2019. E segundo apurou o UOL Esporte, ainda que tenha um ou outro contratempo extracampo vez por outra, seu comportamento é considerado exemplar no novo clube. 

Ao todo foram sete jogos no Estadual e dois gols marcados. Um deles no clássico do Vale dos Sinos, contra o Novo Hamburgo. O Aimoré tem 12 pontos na classificação e ocupa o quinto lugar entre os 12 disputantes da primeira fase. 

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X AIMORÉ
Data e hora
: 10/03/2019 (Domingo), às 16h (Brasília)
Local: estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Transmissão na TV: PPV e RBS TV
Árbitro: Anderson Farias
Auxiliares: Teilor Thomas da Silva e Maíra Mastella Moreira
INTERNACIONAL: Daniel; Bruno, Roberto, Emerson Santos e Uendel; Rodrigo Lindoso, Nonato, D'Alessandro, Sarrafiore e Neilton; Rafael Sobis. 
Técnico: Odair Hellmann
AIMORÉ: Marcelo Pitol, Gian, Douglão, Renato e Henrique Ávila; Toto, Diguinho, Marco Antonio (Elias), Wagner e Canhoto; Vinícius. 
Técnico: Gelson Conte
 

Internacional