PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Atlético-MG quer jogar Libertadores no Mineirão e aguarda aval da Conmebol

Sérgio Sette Câmara, presidente do Atlético-MG, fala sobre desejo de volta ao Mineirão - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Sérgio Sette Câmara, presidente do Atlético-MG, fala sobre desejo de volta ao Mineirão Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

28/02/2019 00h52

Sérgio Sette Câmara, presidente do Atlético-MG, concedeu entrevista na noite de ontem e falou sobre o desejo de levar o time de volta ao Mineirão nos três jogos que fará na fase de grupos da Copa Libertadores. O mandatário, inclusive, já fez uma solicitação à Conmebol.

O pedido do Galo foi feito antes mesmo de entrar em campo no empate em 0 a 0 contra o Defensor Sporting, do Uruguai. A situação se dá, porque a entidade que rege o esporte na América do Sul exige a definição somente de um local para mandar os jogos.

"Queria fazer alguns esclarecimentos aqui, porque sei que existe a vontade de saber se vamos jogar no Mineirão ou no Independência. Os clubes têm que informar onde vão jogar, nós apontamos o Independência. A minha vontade e de toda diretoria é de mandar o jogo no Mineirão. Fizemos um encaminhamento, pedindo à Conmebol para mandar os jogos no Mineirão", disse.

"Só faremos isso com autorização da Conmebol. Nós vamos lançar agora, daqui alguns minutos, um pacote para sócios e não sócios para os três jogos. Vamos vender uma carga que caiba dentro do Independência. Mas se confirmar o Mineirão, vamos aumentar dentro da possibilidade. O torcedor que tiver interesse pode ficar atento, porque os pacotes podem ser adquiridos pela internet", acrescentou.

Não são apenas os jogos da Copa Libertadores que o clube pretende levar ao Gigante da Pampulha. Há interesse também em mandar partidas de Copa do Brasil, Campeoanto Mineiro e Brasileirão. As análises serão feitas conforme demanda dos compromissos.

"Já está acertado. Se conseguirmos a liberação por parte da Conmebol, nós devemos jogar lá. Uma questão que gostaria de comentar com vocês. Sei que não é só o torcedor do Atlético que gostaria de jogar no Mineirão, é a dificuldade que a gente vem encontrando na Libertadores nos jogos no Independência. Esse tipo de situação vem nos incomodando muito. Não há compreensão por parte do América com a decisão da Conmebol [de cobrir o escudo do clube]", comentou. 
"Também por esse motivo, vamos começar a mandar jogos no Mineirão. Nós já estamos encaminhando para mandar o jogo contra o América no Mineirão também. É muito complicado jogar aqui. No ano passado, o Salum abriu mão por parte de arquibancada. É uma tendência o Atlético começar a mudar a sua casa para o Mineirão", completou.

Se obtiver a resposta positiva da Conmebol, o Atlético fará o primeiro jogo do Grupo E, contra o Cerro Porteño, do Paraguai, em 6 de março (quarta-feira), no Mineirão.

Atlético-MG