PUBLICIDADE
Topo

Atlético-MG

Levir analisa empate sem gols do Atlético-MG: "Acho que foi tranquilo"

Levir Culpi, técnico do Atlético-MG, faz análise sobre atuação contra o Defensor - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Levir Culpi, técnico do Atlético-MG, faz análise sobre atuação contra o Defensor Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

28/02/2019 00h38

Levir Culpi explicou a mudança na escalação do Atlético-MG no empate em 0 a 0 com o Defensor Sporting, do Uruguai, pela volta da Fase 3 da Copa Libertadores. O treinador disse que a ideia era ter mais força no sistema defensivo, mas sem deixar de se preocupar com um triunfo no Independência.

"A ideia era essa, procurar vencer. Foi um pouco diferente, com o Zé e o Adilson. Eles são uma dupla [de volantes]. Os outros não são tão completos assim no sistema defensivo. Achei que foi tranquilo, a única coisa que ninguém esperava foi a expulsão. Resolvemos os problemas", declarou. 

"Com 15 minutos, iria tirá-lo porque estava com medo do cartão amarelo dele. Eu vacilei. Poderia ter tirado antes. Estamos classificados, como tem que ser, com sofrimento um pouco. Tivemos uma boa antecipação do que vai acontecer. Acho que vamos entrar mais bem preparados do que agora", acrescentou.

Embora tenha ficado feliz com a atuação de seus comandados, Levir Culpi não esconde que o elenco precisa mostrar mais no decorrer da temporada. 

"Na verdade, eles precisam do técnico. Nós precisamos nos entender um pouco melhor. Nós assistimos aos jogos, analisamos as partidas e enxergamos algumas coisas, elas precisam acontecer. É uma questão de confiança, de acerto, simplesmente isso. O ambiente está legal, o elenco está bem, é um bom elenco. Estão seguindo normalmente as coisas", comentou.

Atlético-MG