PUBLICIDADE
Topo

Fluminense

"Super terça" do Flu tem Sul-Americana e ameaça de exclusão do Carioca

Atacante Luciano durante partida do Fluminense - Lucas Merçon/Fluminense
Atacante Luciano durante partida do Fluminense Imagem: Lucas Merçon/Fluminense

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

26/02/2019 04h00

O Fluminense dá uma pausa na disputa do Campeonato Carioca e começa hoje a sua caminhada na Copa Sul-Americana, competição que está no topo da lista de prioridades do Tricolor para o ano. Mas os desafios do Flu nesta terça não estão restritos ao campo, já que clube e o presidente Pedro Abad serão julgados pelos incidentes na final contra o Vasco.

Quando entrar em campo para encarar o Antofagasta (CHI), às 21h30, no Maracanã, a equipe de Fernando Diniz, que não conta nesta noite com Ganso, não inscrito a tempo no torneio, carregará consigo toda a expectativa da torcida do Flu, ávida pelo inédito título continental. 

Além da taça que ainda falta na sala de troféus das Laranjeiras, a conquista representaria o retorno à Copa Libertadores, desafio que o Flu não encara desde 2013. Neste período, todos os seus rivais domésticos estiveram na principal competição da América do Sul, o que torna a missão ainda mais importante.

Destaque tricolor na vitória sobre o Bangu, Caio Henrique demonstrou ter feito o dever de casa antes do embate contra os chilenos. O jogador, que deve ser usado na lateral esquerda no Maracanã, pontuou as qualidades do Antofagasta:

"A gente sabe que eles fizeram apenas duas partidas na temporada. Pelos vídeos, tem uma defesa boa. Provavelmente virão para se defender para levar o resultado para o Chile. Vamos trabalhar firme para tentarmos alcançar uma vantagem para irmos mais tranquilo para o Chile".

Por outro lado, o corpo jurídico do clube terá de defender o clube no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro, em sessão marcada para 16h. Se o pior acontecer, hipótese considerada muito improvável nas Laranjeiras, o Flu será excluído do Carioca e o mandatário terá de cumprir um gancho de dois anos.

Autor da denúncia, o procurador-geral Andre Valentim não poupou o dirigente. Em entrevista ao UOL Esporte, ele eximiu o vascaíno Alexandre Campello das confusões da decisão e centrou as críticas no Tricolor:

"O Pedro Abad chamou a torcida para guerra, isso foi sanguinário. Quem fala o que quer, escuta o que não quer".

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE x ANTOFAGASTA


Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 21h30 (horário de Brasília)
Árbitro:  Arnaldo Samaniego (PAR)
Auxiliares:  Eduardo Cardozo (PAR) e Juan Zorrilla (PAR)

Fluminense
Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Digão e Caio Henrique; Airton, Dodi e Daniel; Luciano, Everaldo e Yony González. Técnico: Fernando Diniz

Antofagasta
Fernando Hurtado, Gonzalo Fierro; Tomás Asta-Buruaga; Alejandro Delfino e Nicolás Peñailillo, Jason Flores, Gabriel Sandoval, Cristián Rojas, Felipe Flores e Marco Collao (Eduard Bello); Tobías Figueroa.  Técnico: Gerardo Ameli

Fluminense