PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Felipão diz que Deyverson recusou proposta da China para ficar no Palmeiras

Siga o UOL Esporte no

Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo

23/02/2019 21h39

Após o clássico com o Santos na oitava rodada do Campeonato Paulista, que terminou empatado por 0 a 0 na noite de hoje, o técnico Luiz Felipe Scolari comunicou o destino de Deyverson no Palmeiras. O atacante recebeu uma proposta do Shenzhen FC, da China, na semana passada, mas não quer ser transferido. O treinador aceitou o pedido e vai mantê-lo no elenco para o restante da temporada.

"Há dois dias, o Palmeiras tinha possibilidade de vender o Deyverson por valores excelentes (12 milhões de euros, ou R$ 51,3 milhões). Quando eu conversei com o Deyverson, tive uma sensação agradável porque ele me disse 'Eu não quero sair'. E me perguntou: 'O senhor quer que eu vá embora?' Eu disse: 'Tu cometes alguns exageros, mas és uma pessoa da minha confiança. Tenho algo para te ajudar'. Ele me disse que não sai, eu gosto dele, todo mundo gosta, a torcida, os jogadores. Ele vai permanecer", explicou o comandante alviverde.

Felipão contou ainda que precisou apressar a decisão de Deyverson, já que em breve precisará enviar a lista de inscritos na Copa Libertadores da América. A Conmebol permite que 30 atletas sejam registrados por cada clube e a concorrência no Palmeiras é alta. O Verdão estreia no torneio no dia 6 de março, contra o Junior Barranquilla, na Colômbia.

No Paulistão, o polêmico atacante ainda cumpre suspensão por ter cuspido no volante Richard, do Corinthians. A punição do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) foi de seis partidas.

MAURO BETING COMENTA O EMPATE NO ALLIANZ PARQUE

UOL Esporte

Palmeiras