PUBLICIDADE
Topo

Paulista - 2019

Empate frustra Palmeiras agressivo e Santos entrosado no Allianz Parque

Siga o UOL Esporte no

Do UOL, em São Paulo

23/02/2019 21h13

O clássico desta noite no Allianz Parque foi bastante movimentado, intenso e disputado. Mas Palmeiras e Santos saíram frustrados pelo empate sem gols na oitava rodada do Campeonato Paulista. O Verdão por jogar em casa e ter criado as melhores chances de gol. O Peixe por ter conseguido, mesmo com time misto, equilibrar o duelo e assustar com contra-ataques nos minutos finais.

Foram pelo menos três grandes defesas do goleiro santista Éverson, além de três bolas que os alvinegros conseguiram salvar em cima da linha. Resultado de uma postura agressiva do Palmeiras na hora de atacar, que se intensificou quando Ricardo Goulart saiu do banco de reservas para substituir o apagado Raphael Veiga.

"Estou me sentindo bem. Hoje o jogo não foi como a gente esperava, queríamos a vitória. Mas o empate dentro de casa não foi muito bom, não", lamentou o principal reforço do Verdão para a temporada.

O Santos surpreendeu ao conseguir manter parte do estilo de jogo do técnico Jorge Sampaoli mesmo atuando com uma equipe mista. Na etapa inicial, porém, faltou mais velocidade para agredir o Palmeiras e nenhum chute no gol de Weverton foi registrado. Depois do intervalo, porém, o Peixe conseguiu chegar com mais perigo, quase sempre com o volante Jean Lucas. O problema é que a defesa ficou exposta e o zagueiro Gustavo Henrique precisou se desdobrar para garantir o 0 a 0.

"O primeiro tempo foi muito nivelado. No segundo tempo eles adiantaram a marcação e foi difícil sair jogando lá atrás. A gente sabe da força do Palmeiras, mas viemos para ganhar, infelizmente não conseguimos a vitória. Pelo menos conseguimos um ponto", analisou o defensor santista.

MAURO BETING COMENTA O EMPATE NO ALLIANZ PARQUE

UOL Esporte