Topo

Futebol


Palmeiras programa jogos-treino e já anuncia baixas na estreia do Paulista

Edu Dracena será desfalque do Palmeiras na estreia do Paulista - Cesar Greco/SE Palmeiras
Edu Dracena será desfalque do Palmeiras na estreia do Paulista Imagem: Cesar Greco/SE Palmeiras

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

08/01/2019 12h21

Apesar de a estreia no Paulista ser só no dia 20 de janeiro, contra o Red Bul, o Palmeiras já sabe que terá ao menos cinco desfalques. O anúncio foi feito nesta terça-feira (8), em coletiva de Luiz Felipe Scolari.

Ele citou alguns dos nomes, mas não deu a relação completa. Pouco antes de conceder a entrevista, o treinador comandou um trabalho em campo e não pôde contar com todos do grupo justamente por questões físicas. Ele fez a revelação quando comentava os problemas que tem para fazer a inscrição no Estadual.

"Tenho jogadores que posso perder na data Fifa, em março. Será que o Borja vai? O Gustavo Gómez vai? Coloco um atacante a mais? Um zagueiro? Em segundo lugar: eu tenho 26 inscritos, mas cinco ou seis nem podem jogar o primeiro ou o segundo jogo. Um tem problema no púbis, outro tem lesão antiga, outro operou o ligamento, outro tem problema na cartilagem... Eu vou inscrever 20 para os primeiros dois ou três jogos e aí vou analisando os que podem jogar e os que não vão poder. O ano vai até dezembro", afirmou o treinador.

Depois, em outro momento da coletiva, Felipão falava das dificuldades que tem para colocar em prática os seus planos para 2019 e citou, de forma espontânea, alguns dos desfalques que vai ter.

"O Raphael Veiga, por exemplo, jogou até o dia 12 de dezembro e está com dores no púbis. O Fabiano tem dores no púbis e nem vão poder fazer o treino de sábado e nem podem jogar o primeiro jogo. O Edu Dracena tem lesões que o impedem de participar do primeiro jogo também", afirmou.

O treino de sábado citado por Felipão será fechado para a presença de imprensa e marca o primeiro jogo-treino do ano. O adversário será o Comercial, de Ribeirão Preto.

"Teremos um jogo com o Comercial, alguns vão jogar um tempo, outros jogam o outro. Depois a gente traz o Osasco e alguns poderão participar. Tenho que pensar nesta lista dos que não vão poder jogar o primeiro jogo. É difícil. Tenho até o dia 17 para entregar a relação e depois posso acrescentar. Não vai ser fácil no início", analisou o treinador. 

Por fim, o pentacampeão confirmou que o grupo será reduzido para no máximo 30 atletas. Segundo ele, o desempenho em campo e a qualidade das propostas de empréstimo definirão os que ficarão no clube durante a temporada.

"Não vou trabalhar com 35. Os jogadores já sabem. Vou trabalhar com 28 ou 30. A direção já sabe. Vamos ver com o desenrolar dos trabalhos e situações que vão aparecer com os jogadores", afirmou. "Se sobrar? Sobrou. Vou analisar as características de A ou de B e quem sobrar sobrou. Não tem fórmula mágica. Precisa ser simples", finalizou. 

Futebol