PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Grêmio projeta R$ 35 milhões a mais com rendimento de Arthur no Barcelona

REUTERS/Eddie Keogh
Imagem: REUTERS/Eddie Keogh

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

20/12/2018 04h00

O Grêmio pode receber mais R$ 35,4 milhões ainda em reflexo da ida de Arthur ao Barcelona. O acordo para ida antecipada do volante, que deixou Porto Alegre em agosto, deu ao clube gaúcho o poder de alterar itens da cláusula de desempenho. Nesta negociação, foram adicionados termos que garantem frutos dentro de prazo menor.

Aos 22 anos, Arthur já fez 17 partidas pelo Barcelona e tem recebido rasgados elogios na Espanha. Em Porto Alegre, o número de jogos já fez o cofre receber notas de euro.

"Nós tivemos um mérito já resolvido, aquele item das 10 partidas, e já passou. Tem renovação antecipada, campeonatos... Tudo isso vai dar recursos ao Grêmio ainda. O Grêmio pode exercer mais 8 milhões de euros [R$ 35,4 milhões] pelo desempenho dele, pelo rendimento lá no Barcelona", disse Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio, em entrevista à Rádio Grenal.

Inicialmente, cinco cláusulas de rendimentos garantiam um ganho extra ao Grêmio. Na renegociação, o clube gaúcho solicitou novos itens, foi atendido e viu o valor subir para R$ 35 milhões. São metas como número de jogos, renovação antecipada e participação na seleção brasileira.

O raciocínio da diretoria gremista foi aproveitar o momento para aproximar a chance de receber extras pelo desempenho de Arthur no Barcelona. Antes, a leitura era de que o prazo para atingir 100% das cláusulas era muito maior. Um dos itens era sobre presença entre os finalistas da Bola de Ouro, por exemplo.

Além de alterar as cláusulas iniciais, o Grêmio conseguiu receber cerca de 2 milhões de euros a mais pela liberação seis meses antes do previsto. No acordo inicial, Arthur só deixaria rumo à Catalunha ao final da temporada de 2018.

Arthur foi negociado por 32 milhões de euros, no total. O Grêmio fez acordo com os investidores e ficou com cerca de 75% do valor da negociação. Boa parte dos recursos foi usado para quitar dívidas bancárias em busca de equilíbrio financeiro.

Futebol