PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Presidente do Del Valle promete impedir ida de Sornoza ao Corinthians

Em dois anos de Fluminense, Sornoza atuou em 96 partidas e marcou 10 gols - Lucas Merçon/Fluminense
Em dois anos de Fluminense, Sornoza atuou em 96 partidas e marcou 10 gols Imagem: Lucas Merçon/Fluminense

Do UOL, em São Paulo (SP)

17/12/2018 12h53

O Fluminense aceitou a proposta do Corinthians pelo meia Junior Sornoza. Porém, a equipe do Parque São Jorge não contava com uma dívida do Tricolor das Laranjeiras com o Independiente del Valle, ex-equipe do meio-campista. Em entrevista ao site Esporte 24 horas, no último domingo (16), o presidente da equipe equatoriana, Franklin Tello, afirmou que se não houver o pagamento das parcelas atrasadas, não haverá negociação.

"Estou acompanhando pela imprensa brasileira as notícias de que Sornoza pode ir para o Corinthians. Li em um site que o Fluminense quer transferir a dívida para o Corinthians. Não tem como essa negociação ir adiante. Não recebemos nenhuma notificação do Fluminense de que eles [Corinthians] irão assumir essa dívida. Eu quero garantias de que o meu clube vai receber o dinheiro desta venda. Se não pagar, não tem negociação com o Corinthians", afirmou Franklin Tello.

Em janeiro de 2017, Sornoza e Orejuela chegaram do Independiente del Valle ao Fluminense. O meia teve 60% de seus direitos adquiridos e o volante 100%, somados custaram aos cofres da equipe carioca R$ 7 milhões. Tello disse que apenas recebeu um sinal pela venda dos atletas, o resto da quantia deveria ter sido pago ao longo dos últimos dois anos, mas não foi feito.

"A diretoria do Fluminense fechou um acordo conosco para começar a pagar a compra do Sornoza em janeiro do ano passado. Recebemos um sinal e mais nada. Até hoje não recebemos um centavo das parcelas colocadas no contrato. O clube não deu satisfação sobre os atrasados e nem uma previsão de quando iremos receber. Há meses que não consigo falar com o Sr. Pedro Abad. Não queria que fosse desse jeito, mas preciso olhar para o clube que administro", revelou.

Franklin Tello reconheceu que o momento financeiro do Fluminense não é bom, mas ressaltou que a equipe equatoriana também precisa da quantia para "honrar seus compromissos". Caso o pagamento da dívida não seja feito, ele promete ir à Fifa para acionar o clube carioca.

"Estamos tomando as nossas providências para receber o dinheiro que temos direito. Notificamos o Fluminense porque não há um acordo com o presidente Pedro Abad. Sabemos que o clube atravessa um momento financeiro ruim, mas o Independiente del Valle também necessita desse dinheiro para honrar seus compromissos", concluiu.

Futebol