PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Amigos e fãs de funk, Richarlison e Ederson rivalizam em música e status

Matthew Lewis/Getty Images e Shaun Botterill/Getty Images
Imagem: Matthew Lewis/Getty Images e Shaun Botterill/Getty Images

Caio Carrieri

Colaboração para o UOL, em Manchester (ING)

14/12/2018 04h00

Xodós das torcidas do Manchester City e Everton e companheiros muito próximos na seleção brasileira, o goleiro Ederson e o atacante Richarlison têm a mesma música entoada pelos aficionados nos estádios. Por isso, terão de mostrar que já estão com o novo idioma afiado para distinguir o homenageado durante o confronto deste sábado (15), às 10h30 (horário de Brasília), válido pela Premier League.

A canção tem como base a melodia de "She's Eletric", do Oasis, banda de rock de Manchester de imenso sucesso nos anos 90 que se separou em 2009 por conta das constantes desavenças entre os irmãos Liam e Noel Gallagher, ambos fanáticos pelo City.

O impacto imediato de Ederson na equipe de Josep Guardiola, tanto pela segurança debaixo das traves como pela enorme capacidade técnica com os pés, o fez ser adorado rapidamente. Assim, ele foi o primeiro a ganhar o cântico que exalta a pechincha que passou a ser considerada a sua contratação do Benfica-POR depois de conquistar o carinho do Estádio Etihad:

"Ele é brasileiro
Só custou 30 milhões
Nós o achamos bom pra c***
É o Ederson"

A versão de Richarlison na voz dos fanáticos pelo Everton tem letra quase idêntica - só o valor (50 milhões de libras, R$ 245 milhões na cotação atual) e o nome são diferentes. Isso para exaltar o artilheiro do time, autor de oito gols em 15 partidas na temporada de estreia pelos Toffees.

"Que legal! Não sabia que tínhamos isso em comum", diz Richarlison ao UOL Esporte. "O Ederson é um grande goleiro, vem muito bem no City e também faz um ótimo trabalho na seleção brasileira", elogia o amigo. "Nós estamos quase sempre juntos quando viajamos para representar o Brasil, porque sentamos um do lado do outro nas viagens. Ele também vem da favela, então isso já nos aproximou logo de cara, porque temos estilos parecidos e curtimos as mesmas músicas", acrescentou, antes de ser enfático sobre o gênero musical predileto da dupla. "Só toca funk boladão (risos)".

E se fizer um gol no parceiro de seleção, Richarlison?

"Aí não tem jeito, vou comemorar fazendo a dança do pombo (risos)", brinca.

Valorizados

Os amigos também compartilham o status de intocáveis nos clubes. Enquanto Ederson representa aos 25 anos a personificação do que Guardiola preza na construção das jogadas desde a defesa com passes precisos de pé em pé, Richarlison, 21, vive o melhor momento da carreira.

O Cies Football Observatory, um grupo suíço de pesquisa independente, divulgou na última segunda-feira (10) um estudo que aponta o ex-jogador do Fluminense como o quarto atleta que mais se valorizou no futebol mundial desde setembro - o brasileiro mais bem colocado na lista. De acordo com o levantamento, que leva em conta critérios como idade, posição e clube, ele aumentou seu valor de mercado em quase R$ 140 milhões. Richarlison subiu de 45,3 milhões de euros (R$ 199,6 milhões) para 76,3 milhões de euros (R$ 336,3 milhões). Neste período, o atacante estreou pela seleção, pela qual já tem três gols em seis partidas.

Ederson, por sua vez, ficou avaliado em 102,3 milhões de euros (R$ 450 milhões). No último mês de maio, antes de compor o elenco convocado por Tite para a Copa da Rússia, ele renovou seu contrato com o Manchester City até 2025 depois de ser peça-chave na campanha do título da Premier League que empilhou recordes, como a marca até então inédita de 100 pontos somados.

"Tanto Ederson quanto Richarlison elevaram o nível de desempenho dos seus times", afirma Andy Hunter, repórter do jornal The Guardian. "Mas eu diria que Ederson talvez tenha sido a melhor contratação da temporada passada, porque ele fez tudo funcionar na equipe de Guardiola. Sobre o Richarlison, é nítido que está acima dos demais no Everton. Havia muitos questionamentos sobre o preço dele quando chegou do Watford, mas ninguém fala mais sobre isso. Ele já foi além das expectativas, só precisa ser um pouco mais consistente".

O Manchester City ocupa a vice-liderança, com 41 pontos, apenas um a menos do que o Liverpool. Já o Everton está na sétima colocação, com 24 pontos.

Futebol