PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Palmeiras confia em "fico" de Marcos Rocha, que se desgasta com Atlético-MG

Marcos Rocha, do Palmeiras, marca Yimmi Chara, do Atlético-MG - Paulo Whitaker/Reuters
Marcos Rocha, do Palmeiras, marca Yimmi Chara, do Atlético-MG Imagem: Paulo Whitaker/Reuters

Danilo Lavieri, Leandro Miranda e Thiago Fernandes

Do UOL, em São Paulo e Belo Horizonte (MG)

12/12/2018 04h00

O Palmeiras mantém a calma quando o assunto é a manutenção de Marcos Rocha para o elenco de 2019. O clube perdeu o prazo de preferência de compra no último dia 5 ao não depositar 2 milhões de euros (quase R$ 9 milhões) na conta do Atlético-MG, mas confia que a vontade do jogador será decisiva para sua manutenção.

O jogador recebeu sondagens de outros interessados, mas já avisou aos dois clubes envolvidos que tem a intenção de continuar na Academia de Futebol em 2019. A demora do time mineiro, inclusive, desgasta a relação com o lateral direito. 

O Palmeiras quer pagar cerca de R$ 5 milhões para continuar com Marcos Rocha e ouviu uma contraproposta do Atlético-MG envolvendo nomes que não estão na lista de negociáveis, como o de Gustavo Scarpa, por exemplo.

No último fim de semana, o presidente do Galo, Sérgio Sette Câmara, esteve no casamento de Alexandre Mattos, diretor do Palmeiras. Marcos Rocha também estava entre os convidados. As conversas no evento, no entanto, não foram suficientes para um acordo.

Recentemente, o Alviverde resolveu a situação de todos os outros jogadores que tinham contrato se encerrando em dezembro. Fernando Prass, Jailson e Edu Dracena, por exemplo, renovaram seu vínculo por um ano. Mayke foi contratado de forma definitiva do Cruzeiro

Além disso, o Palmeiras também já oficializou os acertos com Arthur, do Ceará, e Zé Rafael, do Bahia. Raphael Veiga estava emprestado ao Atlético-PR e também retorna. Matheus Fernandes, do Botafogo, e Carlos Eduardo, do Pyramids, também estão próximos de serem oficializados.

Futebol