PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Jorginho diz ter tido proposta para treinar Leverkusen, mas licença impediu

Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br
Imagem: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Do UOL, em São Paulo

12/12/2018 10h42

Na CBF para a realização do curso de técnicos, Jorginho afirmou ter recebido duas propostas do futebol alemão, mas não pôde aceitar por causa da licença exigida para dirigir equipes na Europa. O continente exige um curso próprio para receber a autorização para trabalhar no futebol.

Leia também:

Já fui sondado por duas equipes, o Bayer Leverkusen e o Colônia, mas nossa licença não era aceita e era automaticamente bloqueada a transferência", explicou Jorginho ao "FOX Sports". 

A CBF tornou obrigatória para 2019 a licença PRO. Diversos técnicos estão na entidade neste mês fazendo o curso que será necessário para treinar na primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

A licença PRO não tem processo seletivo. Os participantes são convidados pela CBF e encaram programa que inclui atividades e observações de campo, estudos e trabalhos especiais. Na hierarquia de formação, a confederação ainda distribui diplomas de licenças C, B e A. Ex-jogadores já entram em fase avançada do processo.

Sobre o futuro como treinador, Jorginho diz que seu pensamento é iniciar uma carreira na Europa. "Talvez não consiga entrar direto em uma Alemanha, talvez entrando pela segunda divisão. Acho que é uma ótima oportunidade. E acontecendo isso comigo, pode abrir um mercado superinteressante", completou.

Futebol