PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cássio e Fagner apoiam Jair e evitam falar de Carille: "Situação delicada"

Divulgação/SC Corinthians Paulista
Imagem: Divulgação/SC Corinthians Paulista

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

27/11/2018 12h27

A entrevista coletiva do Corinthians nesta terça-feira (27) foi dupla, com Cássio e Fagner, dois atletas experientes, identificados com o clube e que estiveram na Copa do Mundo na Rússia. Mas o assunto do momento é a permanência ou não do técnico Jair Ventura, somado ao provável retorno de Fábio Carille ao clube. Cautelosos, os jogadores se abstiveram de tratar profundamente sobre o caso, mas se colocaram à disposição para ajudar quem quer que seja o chefe em 2019.

“É uma situação que não cabe a nós, atletas. Não é algo em que temos que opinar. Após o campeonato, cabe à diretoria entender o que é melhor para o clube. É até melhor a gente não falar, em respeito ao profissional que temos hoje”, entende Fagner. “É uma situação tão delicada que precisamos respeitar quem está aqui. É questão de planejamento, mas nós vamos sempre nos doar para ajudar como for possível. Sabemos que há pessoas competentes para tomar esta decisão [sobre o técnico do ano que vem].”

A situação em torno de Jair Ventura é de fato delicada. Com apenas quatro vitórias em 18 partidas no clube, o treinador tem tido o trabalho questionado por boa parte da torcida e viu sua equipe se livrar do rebaixamento apenas na penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Além disso, há movimentação no Parque São Jorge pela volta de Fábio Carille, que trocou o Corinthians pelo futebol da Arábia Saudita em maio. Antes de sair, o ex-treinador corintiano teve desempenho essencial para o que se tornaria a fuga do descenso

“Hoje o nosso treinador é o profissional que está aí, e temos que fazer o melhor para ajudá-lo, terminar o ano com uma vaga na Sul-Americana, que é o que podemos alcançar hoje”, afirma o goleiro Cássio. “O futuro é com a diretoria. Nós somos funcionários. Se dependesse de nós, é claro que teríamos o mesmo time por muitos anos, com o mesmo treinador, e com certeza de evolução a cada ano, mas [as mudanças] fazem parte do futebol.”

O Corinthians de Jair Ventura tem seu último compromisso do ano às 17 horas (de Brasília) deste domingo (2). Em Porto Alegre, a equipe precisa vencer o Grêmio para garantir uma vaga na próxima Copa Sul-Americana — um tropeço pode custar a classificação caso Ceará ou Fluminense vençam na última rodada.

Futebol