PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ex-pedreiro e entregador custou R$ 800 mil e é artilheiro na Espanha

Aos 32 anos, Gallego está em sua primeira temporada na segunda divisão - Divulgação
Aos 32 anos, Gallego está em sua primeira temporada na segunda divisão Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

24/11/2018 04h00

Até os 27 anos, ele não podia se dedicar só ao futebol. Precisava de outros empregos para completar sua renda. Assim, dividia a carreira de jogador com a de pedreiro, entregador ou técnico de ar condicionado. Hoje, aos 32, o atacante Enric Gallego não só vive apenas de futebol, como é o artilheiro isolado da segunda divisão da Espanha, em sua primeira participação no campeonato.

Jogador do Extremadura, Gallego é sinônimo de gol na divisão de acesso. Ele lidera a artilharia com 13 gols em 13 jogos. Seu concorrente mais próximo tem nove. Além disso, o atacante é responsável por 61% dos gols de sua equipe, que fez um total de 21.

Esses números seriam suficientes para chamar a atenção de clubes maiores da Espanha em busca de reforços ofensivos na próxima janela de transferência. Mas outro dado também rende destaque: Gallego custou só 200 mil euros (aproximadamente R$ 800 mil) aos cofres do Extremadura.

Como subiu na última temporada à segunda divisão, o clube tem contas modestas e não dispõe, por exemplo, da mesma estrutura de algumas equipes que recentemente estiveram na elite espanhola.

Por isso, se por um lado a idade de Gallego não é atraente para o mercado, os valores que o envolvem podem compensar nos cálculos de eventuais interessados.

O veterano atacante tem sua carreira construída basicamente na terceira divisão da Espanha, com passagens por times modestos. A chegada ao Extremadura, no início deste ano, foi uma aposta rumo à “segundona” depois de acumular 18 gols em 19 partidas.

Gallego foi um reforço importante na reta final da última temporada e ajudou na campanha do acesso. Agora colhe frutos no último degrau antes da elite, um lugar que já foi muito mais distante para um ex-pedreiro e entregador.

Futebol