PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Levir cogita tirar Chará do time do Atlético-MG: "Precisa de números"

Yimmi Chará pode perder a condição de titular pela primeira vez desde que chegou ao Atlético-MG - Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG
Yimmi Chará pode perder a condição de titular pela primeira vez desde que chegou ao Atlético-MG Imagem: Bruno Cantini/Divulgação/Atlético-MG

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

12/11/2018 04h00

Levir Culpi não esconde a insatisfação com o momento de Yimmi Chará no Atlético-MG. O atacante completou a quinta partida consecutiva sem participar diretamente de um gol da equipe e foi criticado até pelo treinador.

Esta é a quinta partida seguida do estrangeiro sem participar de um gol da equipe. Ele não balançou as redes ou deu assistências nos jogos contra Chapecoense, Fluminense, Ceará, Grêmio e Palmeiras.

Adepto do mantra de que "jogador é número", o técnico começa a avaliar a possibilidade de sacar o colombiano da equipe, algo que jamais foi feito desde a sua chegada, em julho de 2018.

Ele disputou 18 partidas com as cores do Atlético e foi substituído em quatro oportunidades - todas sob a batuta de Thiago Larghi, antecessor de Levir Culpi.

Contratado por US$ 6 milhões (R$ 22,8 mi na cotação da época), o jogador se responsabilizou por um gol e quatro assistências na competição em que disputou 1537 minutos. A falta de participação no setor ofensivo evita que o atacante apareça com qualidade.

"O jogador é número. Então você tem que contar assistências, roubadas de bola. Isso faz com que um jogador perca a titularidade. O menino joga muita bola, o Chará tem uma técnica ótima, joga muito bem, mas ele precisa ter esses números. Através disso, converso com eles. Também, através disso faço as substituições", disse o treinador.

Na quarta-feira (14), quando o Atlético enfrentará o Paraná, pela 34ª rodada, o colombiano pode deixar a condição de titular do time comandado por Levir Culpi.

Futebol