PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Agente oferece dinheiro a sócio para votar pelo impeachment de Peres

Marcello De Vico

Do UOL, em Santos (SP)

26/09/2018 17h06

O empresário de jogadores Henrique Oliveira foi flagrado oferecendo dinheiro para um sócio do Santos regularizar a sua situação no clube e assim ficar apto a votar a favor do impeachment do presidente José Carlos Peres. A assembleia geral está marcada para este sábado (29), na Vila Belmiro.

O vídeo, inicialmente divulgado em matéria do Globoesporte.com, mostra o empresário dando R$ 250 a um sócio, que filma todo episódio. Depois de receber o dinheiro, ele entra no clube, quita o débito que tinha e em seguida dá a nota fiscal para o empresário, que é funcionário da empresa Art Sports, que atua no gerenciamento da carreira de jogadores.

O agente, por sua vez, informa o sócio sobre a data e o horário da votação e ainda lhe faz outras ‘ofertas’: “Nós vai ganhar [sic]. Depois, quando precisar de camisa, qualquer coisa, ver jogo no camarote, me fala. Só tem que tirar eles [sic]”.

Henrique Oliveira foi procurado pelo UOL Esporte, mas desligou o telefone assim que a reportagem se identificou. Hoje, ele não agencia nenhum jogador do elenco do Santos. Recentemente, dois atletas ligados ao empresário passaram pelo clube da Vila Belmiro: Matheus Cassini, meia revelado pelo Corinthians e que hoje defende o Estoril Praia, de Portugal, e Thaciano, meia que atualmente veste as cores do Grêmio.

Em contato com a reportagem, Nilson Moura, dono da Art Sports, informou que Henrique Oliveira estava de férias e, por enquanto, está afastado da empresa até que seu caso seja avaliado.

O episódio aconteceu na última sexta-feira (21), um dia antes de o Procon visitar o Santos e autuar o clube por não aceitar pagamentos de mensalidades de seus sócios em dinheiro. A assessoria de imprensa do Santos informou que a medida foi tomada por conta de suspeitas de tentativas de habilitação irregular de sócios.

Nesta quarta-feira (26), o presidente José Carlos Peres soltou um comunicado oficial em que se posiciona sobre a compra de votos pelo impeachment. Ao UOL Esporte, o mandatário lamentou o episódio: “Para mim foi uma grata surpresa. Eu acordei, vi isso e fiquei de queixo caído”.

Veja a nota assinada por Peres:

É revoltante como eles tratam o clube sem nenhum respeito pelo torcedor. Mas não é surpresa este tipo de procedimento. Estamos faz tempo denunciando e alertando o conjunto de forças que estão mobilizadas pelo impeachment desde o início utilizando todo tipo de fraude, intimidação e compra de votos para tomarem o poder.

Isso deixa cada vez mais claro que o processo tem três embasamentos:

– Por eu não ter cedido aos interesses pessoais e financeiros do grupelho político e de seus agentes que há anos atuam no Santos;

– Por eu ter começado um processo de reestruturação e dispensa de funcionários que há anos trabalhavam no Clube na base do aparelhamento e cabide de empregos, sem atender critérios de competência;

– Por eu ter quebrado o sistema e paradigma estrutural – profissionalização – o que incomodou muitos padrinhos e pessoas que tomavam o Santos para si, como algo seu, e não de seus apaixonados torcedores.

Por fim, torcedor santista, isso é só mais uma prova do que digo há tempos. Apesar de ser um processo político, o impeachment é movido, financiado e abastecido por interesses econômicos, que lesaram o clube em milhões nos últimos anos e que enfim foram encerrados nesta gestão.

Essa é guerra que enfrentamos. De um lado a luta para entregar o Santos FC para seu torcedor, com ingressos baratos, dívidas pagas, patrocínios e profissionalização. De outro empresários sem a generosa teta que alimentou um seleto grupo de agentes.

Por isso, peço novamente que o sócio se mobilize. O sócio que ama o clube, que paga suas mensalidades com seus próprios rendimentos, o sócio que não tem interesse financeiro, nem de emprego ou político. A única força viva do clube é o seu associado que quer o bem do clube e não bens do Santos.

Votem no sábado, venham até a Vila Belmiro dizer para quem você quer entregar o Santos FC.

Futebol