PUBLICIDADE
Topo

Futebol

CR7, gol e pagode anos 90: Jogo de D'Ale vira palco para corneta ao Grêmio

Casal de torcedores com camisas de Cristiano Ronaldo antes de jogo de D'Alessandro - Marinho Saldanha/UOL - Marinho Saldanha/UOL
Imagem: Marinho Saldanha/UOL

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

16/12/2017 18h24

Para cada lado, um Cristiano Ronaldo. Esta era a imagem nos arredores do Beira-Rio momentos antes do Lance de Craque, jogo beneficente de D'Alessandro. Com a derrota do Grêmio no Mundial de Clubes para o Real Madrid, com gol do português, tudo virou motivo para vibrar. 

A imensa maioria dos presentes eram colorados.Raras camisas do Grêmio entre um mar vermelho. E ainda os que passavam ouviam corneta. 

O QG das brincadeiras era um pub em frente ao estádio. Por ali, o sistema de som tocava o hit 'Poderosa' da banda Raça Negra. "Vou nadar e morrer, na beira da praia", para comemoração dos torcedores. 

Depois da cantoria, a reprodução da narração do gol de Adriano Gabiru contra o Barcelona em 2006 foi razão para nova celebração. Na hora do gol, alguns usavam o telefone para ligar para amigos gremistas e tirar onda pela derrota. 

"A gente já estava definido que viria assim. Só melhorou ainda mais", disse Pietro Gammardella, acompanhado pela namorada Nathalia Cadó. Ambos com camisas de Cristiano Ronaldo. Ele a do Manchester United, ela a do Real Madrid. 

"Tem que comemorar, vale muito", disse Jonathan Correia, que também estampava as cores do Real. 

O Lance de Craque movimenta jogadores de hoje e do passado em partida cuja renda será revertida para instituições de caridade. A bola rola às 20h, no Beira-Rio. 

Futebol