PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Na zona de rebaixamento do Francês, Lille demite técnico Bielsa

AFP PHOTO / FRANCOIS LO PRESTI
Imagem: AFP PHOTO / FRANCOIS LO PRESTI

Do UOL, em São Paulo

15/12/2017 15h24

Após um início de temporada pífio, além de polêmicas nos bastidores, o técnico Marcelo Bielsa foi demitido nesta sexta-feira (15) pelo Lille. O clube francês informou o rompimento contratual por meio de seu Twitter oficial.

Sob o comando do argentino, a equipe dos brasileiros Luiz Araújo, Thiago Maia e Thiago Mendes venceu apenas cinco jogos em 17 rodadas do Campeonato Francês, ocupando atualmente a 18ª posição na tabela com 18 pontos. Primeiro da zona de rebaixamento, o Lille tinha ambições de brigar por posições mais altas na tabela ao contratar o badalado Bielsa e o trio de brasileiros, que chegou à França no meio do ano.

 A situação do treinador já era delicada no Lille desde o final de novembro, quando Bielsa foi “suspenso momentaneamente” pelo clube, uma decisão motivada não só pelo desempenho ruim do time, mas por uma viagem feita sem a anuência da diretoria para o Chile.

Bielsa teria viajado para a América do Sul para visitar o preparador físico Luis Bonini, com quem trabalhou no Athletic Bilbao e que lutava contra um câncer no estômago. O antigo colega do técnico argentino morreu na noite do dia 23 de novembro, em decorrência da doença.

Clube e treinador negociaram os termos da demissão, contestados por Bielsa na comissão jurídica da Liga de Futebol Profissional (LFP) Francesa. O clube pretendia demitir o argentino por justa causa, visto que ele desacatou a direção ao viajar para o Chile.

Defendendo seus direitos após ser afastado pelo Lille, Bielsa teria pedido uma indenização de 9,5 milhões de euros por danos morais.

Futebol