PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Em fim de mandato, Eurico acumula polêmicas e supremacia sobre o Fla

Presidente do Vasco, Eurico Miranda tem levado a melhor sobre o Flamengo - Paulo Fernandes / Site oficial do Vasco
Presidente do Vasco, Eurico Miranda tem levado a melhor sobre o Flamengo Imagem: Paulo Fernandes / Site oficial do Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

27/10/2017 04h00

A menos de duas semanas da eleição, Eurico Miranda caminha para o fim de seu mandato se orgulhando de ter levado a melhor em uma das situações que lhe causam maior prazer: os confrontos com o Flamengo. Acumulando frases provocativas e polêmicas ao rival, o dirigente poderá ampliar ainda mais sua supremacia sobre o Rubro-Negro neste sábado, às 19h, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.

Desde que reassumiu a presidência do Vasco, no fim de 2014, foram 13 duelos, com seis vitórias cruzmaltinas, cinco empates e apenas três derrotas. Entre estes jogos, o clube de São Januário ainda eliminou o adversário nas semifinais da Taça Rio de 2015 e 2016 e nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2015.

O cartola, que considera o clássico um “campeonato à parte”, ainda não sabe, porém, o que é vencer o Flamengo este ano. As duas derrotas, inclusive, aconteceram nesta temporada. A soberania de Eurico, todavia, é de longa data e, somando seus mandatos, acumula 24 vitórias, 14 empates e 15 derrotas.

“O Vasco surgiu para duas coisas: ajudar os necessitados e ganhar do Flamengo. Dane-se o juiz. Desde que eu assumi, com ou sem juiz, vejam se o Flamengo tem mais vitória do que a gente em clássico. Não tem. Quando eles enfrentam o Vasco, eles tremem", declarou Miranda no lançamento de sua chapa para a reeleição mês passado.

Durante a atual gestão, porém, Eurico Miranda também esteve envolvido em um episódio sério. No dia 8 de julho deste ano, Vasco e Flamengo se enfrentaram em São Januário por opção do dirigente e, após a vitória do rival por 1 a 0, cenas lamentáveis de violência entre torcida e Polícia Militar acabaram com a morte de uma pessoa do lado de fora do estádio e geraram uma investigação da Polícia Civil e do Ministério Público. O clube perdeu o mando de campo em seis jogos e, de quebra, viu o MP abrir investigação para checar um suposto envolvimento do dirigente com a principal organizada vascaína. 

Frasista, ao longo do tempo emplacou algumas declarações contra o Flamengo que caíram no gosto popular ou viraram temas de debates inflamados nos bares do Rio de Janeiro.

Abaixo, o UOL Esporte separou as mais marcantes:

Antes de duelo no Carioca de 2017

“Como disseram por aí, o Flamengo é o grande favorito. Na maioria dessas nove partidas, o Vasco não era o favorito”, afirmou Eurico Miranda, que completou: “Não preciso pagar bicho para jogo contra o Flamengo. Eles (jogadores) não precisam de estímulo para jogar contra o Flamengo”.

Após decisão do STF que manteve o Sport como campeão brasileiro de 87

“As decisões judiciais precisam ser cumpridas. O Flamengo perdeu em todas as investidas que fez. O campeão de 1987 é o Sport”.

Após semifinal da Taça Rio em abril de 2016

”Eu fiz de tudo para perder para o Flamengo. Tirei o jogo de São Januário, não pago bicho para os atletas, mas aí… 2 a 0 Vasco. Já perdi as contas de quantos jogos de invencibilidade nós temos [contra o Flamengo]. Nem sei quantos são, mas são muitos”

Após a semifinal da Taça Rio em abril de 2015

“O respeito voltou! Ponto!”

Antes da final do Carioca de 2004 (acabou perdendo)

"Já comprei o chope. E paguei. Tenho certeza de que vamos ser campeões porque nosso time é muito melhor do que o Flamengo. Raramente eu erro. Mas, se errar, as consequências virão para mim"

Sobre os clássicos com o Flamengo

"Não sei se tenho maior prazer numa relação sexual ou quando ganhamos do Flamengo"

Depois do 5 a 1 sobre o Fla na Páscoa de 2000 em que distribuiu ovos 

"Tomaram chocolate. Eu dei os ovos de Páscoa para a torcida (do Vasco, antes do jogo) e o chocolate para eles (rubro-negros)"

Futebol