PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Reunião extraordinária no SP para apurar mesada de ex-gerente será dia 31

Diretor de futebol do São Paulo, Pinotti deve participar de reunião extraordinária  - Marcelo D. Sants/Framephoto/Estadão Conteúdo
Diretor de futebol do São Paulo, Pinotti deve participar de reunião extraordinária Imagem: Marcelo D. Sants/Framephoto/Estadão Conteúdo

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

23/10/2017 21h40

O presidente do Conselho Deliberativo do São Paulo, Marcelo Pupo, convocou para o dia 31 de outubro a reunião extraordinária para apurar a relação do diretor executivo de futebol, Vinícius Pinotti, com o ex-gerente de marketing, Alan Cimerman. O pedido foi protocolado por integrantes da oposição após o UOL Esporte publicar documentos que comprovavam que o dirigente pagou mesadas no valor de R$ 9.100,00 entre entre abril de 2016 e fevereiro de 2017 a Cimerman.

O ex-gerente é suspeito de comandar um esquema de venda irregular de ingressos e camarotes nos shows de U2 e Bruno Mars, que serão realizados no Morumbi em outubro e novembro. O caso é investigado pelo Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) e o São Paulo calcula que pelo menos R$ 2 milhões foram desviados.

De acordo com o estatuto do clube, o presidente do Conselho Deliberativo tinha até 30 dias para convocar a reunião. Para tanto, era necessário que o documento entregue no dia 10 deste mês tivesse ao menos 50 assinaturas de conselheiros - sendo que mais de 55 assinaturas foram colhidas. Porém, por não ser conselheiro, Pinotti não é obrigado a comparecer. 

Essa foi a segunda reunião extraordinária solicitada neste ano. A primeira foi por conta da demissão de Rogério Ceni e contou com a presença do presidente do clube, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e do diretor, Vinícius Pinotti.

 

Futebol