PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ex-jogador do Liverpool diz que time acertou ao contratá-lo ao invés de CR7

Mike Hewitt /Getty Images
Imagem: Mike Hewitt /Getty Images

Do UOL, em São Paulo

18/10/2017 20h04

O mundo do futebol poderia estar muito diferente, hoje, se Cristiano Ronaldo tivesse acertado com o Liverpool em 2003, como quase aconteceu. Contratado pelos Reds no lugar do craque português, Harry Kewell acha que o clube não errou na decisão.

“O Liverpool tomou a decisão correta. Se olharmos para trás, a contratação do Cristiano Ronaldo poderia ter mudado um montão de coisas. Há muitos jogadores que poderiam ter ido a clubes diferentes”, disse o ex-jogador. “Acertaram ao não romper a escala salarial, isso poderia causar problemas no vestiário.”

Kewell é australiano e defendia o Leeds United, também da Inglaterra, quando foi contratado pelo Liverpool por 5 milhões de libras em 2003. Nesta segunda-feira (16), o técnico Gerard Houllier, comandante dos Reds naquele ano, admitiu que não quis contratar Cristiano Ronaldo para economizar.

“Eu o vi no torneio de Toulon e fomos diretamente em cima dele. No entanto, tínhamos uma folha salarial estabelecida e não podíamos pagar o que ele queria”, contou o francês ao jornal Liverpool Echo.

Assim, o caminho ficou aberto para o Manchester United comprar o português junto ao Sporting por 12,75 milhões de libras. “Talvez, com Ronaldo conosco, teríamos conquistado o Campeonato Inglês. No entanto, contratamos Harry Kewell, que estava em um altíssimo nível, mas sofreu várias lesões e nunca recuperou a vontade e a confiança em si mesmo”, emendou Houllier.

Futebol