PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Um mês, um gol: Inter elogia empenho e se une para ajudar Leandro Damião

Leandro Damião marcou apenas um gol pelo Inter, mas é elogiado por companheiros - Ricardo Duarte/Divulgação
Leandro Damião marcou apenas um gol pelo Inter, mas é elogiado por companheiros Imagem: Ricardo Duarte/Divulgação

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

24/08/2017 04h00

Diz um dos chavões do futebol: o centroavante vive de gols. Mas no Internacional tal máxima não é tão levada em conta. Nesta quinta-feira (24), Leandro Damião completa um mês de clube, marcou um gol apenas, mas tem atuações valorizadas pelo empenho e a participação tática.

"O Leandro Damião tem sido fantástico", disse o técnico Guto Ferreira enaltecendo a participação do jogador quando o Colorado não tem a bola.

O início da marcação, o empenho em tentar reaver a posse de bola o mais rápido possível e a luta durante os 90 minutos jogam a favor do camisa 22. Damião dá carrinho, briga com zagueiros, tenta segurar a bola e conquista apenas elogios no clube.

"Nosso sistema defensivo começa lá na frente com os atacantes, fazendo o papel deles. Quando a bola chega no sistema defensivo já está mais tranquilo, mais mastigado, mais perdida pelo adversário. Ajuda muito nosso sistema defensivo, a marcação pressão. E está sendo nosso diferencial, nosso ponto forte, a entrega de todos, do Damião, do Sasha, do Nico que tem entrado bem... Quando tomamos gol a culpa não é só da zaga. Quando toma são todos e quando faz também", afirmou o goleiro Danilo Fernandes. 

Mas o gol não está acontecendo. Foi apenas um, de pênalti na estreia diante do Goiás. E mais uma série de oportunidades perdidas. Contra o Guarani, por exemplo, o jogador chegou a driblar o goleiro e colocou para fora.

Não tem faltado a bola chegar. O Internacional é o time que mais faz cruzamentos na Série B. Tem, segundo estatísticas do site Footstats, 153 certos e 430 errados (4º que mais erra na competição). O Inter ainda é o time que mais finaliza, o quarto que mais acerta passes e o terceiro com mais assistências. Com 31 gols marcados, tem o segundo melhor ataque da competição.

Colegas procuram ajudar

Enquanto isso, os colegas de Internacional se unem para ajudar o centroavante a marcar os gols. Mesmo assim, reforçam a importância dele independente de ser quem coloca nas redes adversárias ou não.

"O Damião é um cara experiente e que sabe lidar com isso. Ele nos ajuda muito. Todos podem ver quanto ele nos ajuda, marcando, segurando o zagueiro adversário, segurando a bola, dando apoio ao time. O gol vai sair naturalmente. Assim que ele tiver oportunidade, vai fazer o gol. Ele pensa, como todos, é que o time vencer é o melhor. Independente de quem faça o gol. Em outro jogo, foram dois gols do Klaus e um do Cuesta, os zagueiros. Estamos todos no mesmo objetivo que é recolocar o Inter no lugar de onde nunca devia ter saído, que é a Série A. Quando ele tiver a oportunidade, vai fazer o gol", disse o goleiro. 

O Internacional volta a campo nesta sexta-feira para enfrentar o Paysandu, às 21h30 (de Brasília), no Beira-Rio. Se vencer, o time vermelho assume a liderança da Série B.

Futebol