PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cortez aprova, Grêmio não acha opção e aborta busca de novo lateral

Cortez em ação no treino do Grêmio; lateral entrou bem e convenceu a diretoria - Lucas Uebel/Grêmio
Cortez em ação no treino do Grêmio; lateral entrou bem e convenceu a diretoria Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

30/05/2017 04h00

O Grêmio até olhou o mercado logo após a lesão de Marcelo Oliveira, mas não deve contratar um novo lateral esquerdo. A decisão é resultado de uma fórmula que soma as boas atuações de Bruno Cortez, titular nos últimos jogos, e a falta de opções viáveis para reforçar o elenco.

Cortez jogou três dos quatro grandes jogos nas últimas semanas, além de ter entrado na etapa final da partida em que Marcelo Oliveira deslocou o ombro e teve luxação.

Indicado por Renato Gaúcho, no começo do ano, o ex-jogador de Botafogo e São Paulo surpreendeu diante da sequência que teve. Deu, inclusive, assistência para um dos gols de Lucas Barrios diante do Fluminense, no jogo de ida da Copa do Brasil.

Tão forte quanto a resposta de Bruno Cortez no campo foi a dificuldade nos gabinetes. Logo depois da confirmação de lesão em Oliveira, que deve voltar na segunda quinzena de junho, o Grêmio se debruçou no mercado atrás de alternativas.

Sander, que disputou o Gauchão pelo Cruzeiro-RS, foi um dos nomes estudados. Outros, no mercado nacional, também foram analisados. Não houve consenso no departamento de futebol e nomes mais qualificados se mostraram inviáveis.

Outro ponto é que o Tricolor pretende contratar reforços para a disputa da Libertadores e aí pode investir um pouco mais em posições mais decisivas. Michael Arroyo, 30 anos, deixou o América-MEX e é um dos nomes analisados pela diretoria.

O fato de Marcelo Oliveira, o titular absoluto da posição e um dos líderes do vestiário, voltar em menos de 30 dias, pesou, assim como as opções caseiras. Michel, volante, pode atuar na lateral. e na semana passada, Bressan também foi testado em alguns treinos por ali.

O Grêmio enfrenta o Fluminense, nesta quarta-feira, com a vantagem de ter vencido o primeiro jogo por 3 a 1. Se a previsão dos médicos se confirmar, Marcelo Oliveira pode voltar diante do Cruzeiro, em 19 de junho. Até lá, o Tricolor terá pelo menos mais quatro jogos com Bruno Cortez: Vasco, Chapecoense, Bahia e Fluminense. Sempre alternando entre partidas em casa e fora. Todas pelo Brasileirão.

Futebol