PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ex-goleiro do São Paulo, Roberto Rojas vem a público avisar que não morreu

Roberto Rojas com as camisas de São Paulo e Colo-Colo, as equipes que mais defendeu - Adriano Wilkson/UOL
Roberto Rojas com as camisas de São Paulo e Colo-Colo, as equipes que mais defendeu Imagem: Adriano Wilkson/UOL

Adriano Wilkson

Do UOL, em São Paulo

10/11/2016 15h47

O chileno Roberto Rojas, ex-goleiro do São Paulo e um dos maiores atletas da posição de seu país, veio a público nesta quinta-feira avisar que não morreu. A notícia de seu falecimento foi dada pela manhã em uma rádio da capital paulista.

“Eu estou vivo, né, meu velho”, disse ele, sorrindo, ao UOL Esporte. O ex-goleiro se recupera de uma cirurgia para curar hérnias. Bem-humorado, ele logo contou como ficou sabendo de sua própria morte. “Fui acordado por um amigo, que me contou que tinha visto num programa de rádio a notícia que eu tinha falecido. Mas eu estou bem, vou continuar dando trabalho pra minha mulher.”

Ele também disse que recebeu logo depois uma ligação do jornalista Wanderley Nogueira, da rádio Jovem Pan, que se desculpou por ter noticiado a morte do chileno. Segundo ele, quem morreu na verdade foi outra pessoa que também se chamava Roberto Rojas.

“Lamento pela família do homem que morreu mesmo”, disse o ex-goleiro. “Essas coisas acontecem, o erro é normal, o Wanderley nem precisava se desculpar, bola pra frente.”

Aos 58 anos, Rojas se recupera de mais uma intervenção cirúrgica, feita há mais ou menos 15 dias. Ele está de repouso em sua casa em São Paulo junto com a mulher.

Em maio, em entrevista ao UOL Esporte, o ex-goleiro contou sobre um de seus problemas de saúde, um caso raríssimo de torção de pulmão. Na ocasião, o chileno disse que as dores eram tão intensas que ele inclusive pensou em se matar.

Agora, ele espera se recuperar bem e voltar a trabalhar com futebol. Ele é ídolo do Colo Colo, um dos clubes mais populares do país e é bem lembrado pela torcida são-paulina. Em 2003, ele estava na comissão técnica que levou o time de volta à Libertadores da América.

Futebol