PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Douglas se revoltou com Barça e foi forçado a deixar o clube, diz jornal

Douglas (dir.) em ação pelo Sporting Gijón - Gerard Julien/AFP
Douglas (dir.) em ação pelo Sporting Gijón Imagem: Gerard Julien/AFP

Do UOL, em São Paulo

21/09/2016 08h36

A transferência por empréstimo de Douglas ao Sporting Gijón parece não ter sido tão amistosa nos bastidores do Barcelona. Segundo informações divulgadas pelo jornal Sport, o lateral direito brasileiro teria se recusado a deixar o clube catalão, que pressionou ameaçando acionar advogados para resolver a situação.

Assim que acertou todos os detalhes da negociação com o Sporting Gijón, o Barcelona chamou Douglas aos escritórios do clube para assinar sua transferência. O lateral direito, no entanto, se recusou a assinar o acordo.

Ainda segundo informações da publicação catalã, o brasileiro não quis saber de ir para outro clube e ficou muito decepcionado com a ideia de ter que deixar o Camp Nou. Douglas não só se recusou a assinar os papéis, como também negou deixar os escritórios do clube enquanto a decisão não fosse analisada novamente.

O Barcelona, então, se viu pressionado e acionou um de seus advogados para fazer com que Douglas deixasse o escritório. A partir de então, o brasileiro percebeu que estava agindo de maneira errada na situação, assinou os papéis e aceitou começar uma nova experiência no futebol espanhol.

Vale lembrar que, segundo jornais da Espanha, Douglas esteve perto de ser anunciado pelo Cruzeiro em junho deste ano, mas também recusou deixar o Camp Nou. Após o acerto entre as diretorias, o clube mineiro pagaria 2 milhões de euros (R$ 7,17 milhões) por 60% dos direitos econômicos do jogador.

Futebol